Leites Vegetais – Saiba como preparar em casa alternativas para substituir o leite de vaca!
14 de novembro de 2018
Começou a campanha do Papai Noel dos Correios!
14 de novembro de 2018

Os erros mais comuns na educação das crianças!

Quando nasce um filho, nasce também uma mãe e um pai. O velho ditado resume o aprendizado diário entre pais e filhos, o que também mostra o quanto não é raro se deparar com erros na criação das crianças. Afinal, os pais não são perfeitos.

Entretanto, para que as mamães e os papais mantenham-se atentos quando o assunto for educação, o Pátio Hype mostra quais são os sete erros mais comuns e que devem ser evitados. Dá só uma olhada logo abaixo!

1.Falar uma coisa e fazer outra

Se você pede para os seus filhos manterem suas roupas e brinquedos organizados, porém, não tem o hábito de manter a casa sempre organizada, ele seguirá o que você faz e não o que diz. Nunca esqueça de que as crianças vêem nos pais e familiares o que um dia eles serão. Por isso, se os padrões seguidos no dia a dia não são os corretos, eles certamente irão seguir.

2.Dizer “sim” o tempo todo

Ao atender sempre o pedido do seu filho, por exemplo, comprar um brinquedo novo a cada passeio no shopping, mesmo estando com dificuldades econômicas. Chegará um dia em que as condições serão ainda menos favoráveis e nesse dia a criança vai espernear, fazer birra e chorar em meio a todos. Educar não é apenas dar tudo o que os filhos querem, mas ensiná-lo de que o mundo não será sempre do jeito que ele quer, atendendo seus anseios e pedidos. Por isso é fundamental educá-lo para aprender a lidar com as frustrações, pois dessa forma ele será um adulto consciente dos próprios limites e dos outros.

3.Dizer “não” o tempo todo

O ideal é manter o equilíbrio. Pois as crianças que crescem escutando sempre o “sim” tendem a ser teimosas e sem limites, enquanto o “não” pode torná-lo um adulto frustrado com baixa auto estima.

4.Não respeitar suas emoções

Não ignore ou menospreze os sentimentos do seu filho, seja qual for o motivo. Converse com ele para que ele entenda que a frustração e os momentos ruins fazem parte da vida. Mostre-o que é possível aprender com a experiência e seguir em frente. Ao sentir-se ouvido a auto estima da criança evoluirá de maneira saudável. Entretanto, não exagere na atenção, respeite os sentimentos e não espere que os resultados sejam sempre os melhores.

5.Esconder seus sentimentos das crianças

Tenha em mente de que você não é uma máquina, pais também têm sentimentos e nem sempre estão disponíveis, pois isso mostre-os para que sejam respeitados. Alguns adultos mostram dificuldades em demonstrar e explicar isso para os filhos, principalmente quando há perdas ou morte. Ao mostrar suas emoções para as crianças, o relacionamento será ainda melhor.

6.Mentir para o filhos

Você não vai poder levar o pequeno para aquela viagem ou não está com dinheiro para comprar o brinquedo que ele quer naquele dia? Não minta. Explique o motivo verdadeiro e mantenha o hábito de ser sempre realista.

7.Discordar em relação a educação

Brigar na frente dos filhos ou contradizer o que o conjugue falou é um perigo. Pois as crianças são observadoras e absorvem tudo, o que significa que ao chegarem a conclusão de que os pais não chegaram a um acordo, irão se amparar no que julgam estar ao seu lado. Criando então uma relação de manipulação. Por esse motivo é essencial que os pais decidam entre si qual a melhor decisão quando trata-se da educação dos filhos.

Apesar de não ser uma tarefa fácil, uma pitada de bom senso, autoridade, paciência e amor, resultará na porção certa para o relacionamento saudável para os pais e para as crianças.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *