V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará disponibiliza curtas online
25 de março de 2020
Outono saudosista – Anos 70, 80 e 90 invadem a estação
25 de março de 2020

Pornhub Premium é liberado gratuitamente durante crise do coronavírus

Pornhub Premium

Durante a quarentena, muitos serviços de streaming e tv por assinatura anunciaram a liberação de seus acessos durante esse período de quarentena. Porém, além das famosas plataformas como Netflix, Amazon, Globoplay e afins, outra bem curiosa confirmou que vai adotar a mesma medida. Já é possível ser assinante do Pornhub Premium de graça durante a crise da pandemia! E a empresa ainda anunciou outras medidas para ajudar a população nesse momento de crise…

Pornhub Premium

A medida que já havia sido liberada em países como Itália e outros da Europa enfim chegou também ao Brasil. Então, o Pornhub Premium funciona como qualquer outra plataforma de streaming: por US$ 9,90 por mês, o assinante tem acesso a um vasto catálogo de filmes pornôs. Pois bem, até o próximo dia 23 de abril, o site estará com acesso liberado em todo o mundo. “Com quase um bilhão de pessoas presas em todo o mundo por causa da pandemia do coronavírus, é importante que ajudemos e forneçamos uma maneira agradável de passar o tempo”, disse o vice-presidente do PornHub, Corey Price, em comunicado.

Para ter acesso ao conteúdo, é bem simples. Basta acessar a plataforma, clicar para se cadastrar para criar a conta e escolher entre as opções “Eu aceito me auto-isolar para curtir os vídeos Premium de graça” ou “Eu não posso me auto-isolar, mas prometo lavar as mãos com frequência e evitar aglomerações”. O interessante aqui é que, diferente das outras plataformas, é possível criar uma conta no PornHub Premium e ter acesso aos conteúdos sem precisar inserir os dados do cartão de crédito.

Pornô “solidário”

Enquanto vários empresários fazem vídeos afirmando que as medidas tomadas pelos governos do Brasil são exageradas, o PornHub está dando exemplo em vários países. Na Europa, a plataforma doou parte de seus lucros para hospitais de países infectados. Já nos Estados Unidos, a empresa doou mais de 50 mil máscaras cirúrgicas para profissionais da saúde e socorristas. Mas a empresa ainda vai deixar de cobrar as taxas das modelos que postam seus próprios vídeos na plataforma, as chamadas cam girls. Além disso, ele ainda doou 25 mil dólares para o projeto Sex Workers Outreach Project, que tem dado suporte a profissionais do sexo durante a crise do COVID-19.

Será que esse era o estímulo que faltava para as pessoas ficarem em auto-isolamento?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *