XCalypso troca novamente de vocalista
1 de fevereiro de 2016
Famosos descobertos no Youtube
1 de fevereiro de 2016


Os altos índices de infestação do mosquito da dengue e sua rápida proliferação preocupa cada vez a população e várias medidas preventivas estão sendo realizadas pelas políticas públicas de todo País. Para intensificar o combate ao Aedes aegypti, o prefeito de Sobral, Veveu Arruda, criou brigadas municipais que farão a inspeção em todos os prédios públicos do município, buscando evitar e controlar focos do inseto transmissor da dengue, Chikungunya e zika.

As Brigadas Municipais de Combate ao Aedes aegypti deverão, pelo menos uma vez por semana, inspecionar e eliminar os possíveis focos e criadouros do mosquito, sendo ainda multiplicadoras de práticas de educação em saúde para todas as pessoas que utilizam o prédio.

De acordo com o secretário em vigilância em saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, o inseto transmissor da dengue está presente hoje em mais de cem países, principalmente após o boom de urbanização, e é o mosquito com maior preocupação na área de saúde pública em todo o mundo.

Por isso, é importante sempre estar atento e se conscientizar que o combate ao Aedes aegypti deve ser um trabalho coletivo em que todos, governo e população, fazem sua parte. Veja abaixo o que fazer para não deixar o mosquito nascer:

– Manter a caixa d’água limpa e bem tampada;

– Limpar o quintal, no mínimo uma vez por semana, retirando todo o lixo;

Aedes aegypti 2

– Não acumular nos quintais móveis velhos, eletrodomésticos ou qualquer objeto que possa acumular água;

– Colocar o lixo em saco. Amarrar o saco. Só colocar na calçada nos dias de coleta;

– Nunca jogar lixo nas ruas. Até numa tampinha de refrigerante o mosquito pode se multiplicar;

– Deixar as calhas sempre limpas;

– Os pneus usados devem ficar em locais cobertos para não juntar água;

– As garrafas devem ficar com a boca para baixo;

– Antes de armazenar água, lavar bem, com sabão e escova, os baldes, bacias e potes. É preciso tampar todos os depósitos de água;

– Evitar cultivo de plantas com água. Água acumulada, por menor que seja a quantidade, é um risco para a criação do mosquito;

– Limpar a bandeja que fica detrás da geladeira;

– Manter os ralos limpos telados, com os aparelhos sanitários sempre fechados;

– Receber o Agente de Endemias em sua residência.

Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *