Aplicativos para transformar fotos em obras de arte
27 de agosto de 2019
Vocês já viram o Neymar em La Casa de Papel?
28 de agosto de 2019

Projeto cearense é finalista do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

Olha os nossos cearenses ganhado destaque mais uma vez na área das ideias e do empreendedorismo! O Projeto “Integrando Saberes no Semiárido” do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Boa Viagem foi selecionado, dentre 1.069 inscritos de todo o país, para participar da etapa Nacional da primeira edição do Prêmio Educação Empreendedora Sebrae. O projeto já havia conquistado o 1º lugar do certame na categoria Ensino Profissional.

Criado com o objetivo de identificar, estimular, reconhecer e divulgar as melhores práticas da educação empreendedora no Brasil, na etapa nacional serão premiados os 12 melhores casos do país, divididos em troféus ouro, prata e bronze, nas quatro categorias do prêmio: ensino fundamental, médio, técnico e superior.

Os quatro vencedores do troféu ouro também receberão como premiação a oportunidade de apresentar seu caso em evento de visibilidade, bem como a chance de participação de uma Missão Técnica Nacional.

Sobre o projeto

O Projeto “Integrando saberes no semiárido”, desenvolvido no Sertão Central e Inhamuns foi estruturado de forma a permitir a transformação de provas e avaliações, nos diferentes níveis, por ideias e protótipos, de forma que se tornassem soluções tecnológicas para os diversos problemas enfrentados no contexto regional, tais como água, semiárido, alimentação, arte e cultura.

O primeiro passo foi a criação de um grupo de estudo sobre educação integral envolvendo os dois Campi do IFCE: de Tauá e Boa Viagem. Nesse momento, o aluno foi reconhecido como centro do processo de aprendizagem e promoção do pensar de forma integrada.

A proposta era que cada disciplina, dos diferentes eixos tecnológicos, mobilizassem os estudantes para a produção de tecnologias que resolvessem os problemas relacionados aos temas centrais: “Convivência com o Semiárido” e “Linguagem e Humanidades” e “Ciência, tecnologia e sociedade

Os estudantes e professores orientadores tiveram um semestre para o desenvolvimento das ideias, realização da prototipagem e apresentação os resultados em formato de banner ou apresentação oral durante o I Fórum Integrador: Integrando Saberes no Sertão Central e Inhamuns”, como culminância do projeto durante o encerramento do semestre letivo.

As 10 ideias mais inovadoras foram premiadas com bolsas para que pudessem ser desenvolvidas nos Campi de origem. Algumas ideias apresentadas que revolucionaram a atmosfera de aprendizado:

  • – iBODE: Alimentação inteligente de pequenos ruminantes no semiárido nordestino
  • – Tratamento de água barrenta por método de baixo custo utilizando sementes de moringa como matéria prima renovável
  • – Estufa inteligente com energia renovável (Placa Solar)
  • – Sistema de plantio automatizado com reuso de água da chuva *Expedições pelo munda da história e da literatura cearense
  • – Dialogo das artes pelas artes
  • – Uma mão lava a outra: reaproveitamento de triglicerídeos de origem animal e vegetal
  • – Aguaponia: utilização de água de poços com alta salinidade na criação de peixes

 

Impacto e contribuição

O projeto impactou de forma imediata para a redução da evasão escolar por possibilitar a criação de vínculos com a Instituição, também incentivou o protagonismo juvenil nos processos de aprendizagem, promoção da pesquisa como princípio educativa aplicado ao desenvolvimento tecnológico. Além de ajudar a construir processos avaliativos integrados com todos os espaços de aprendizagem do aluno, desenvolver um produto focado em resolver problemas regionais.

A partir do projeto, diversos estudantes foram despertados a empreender no seu município e hoje já geram empregos. Anualmente, o fórum integrador é realizado de forma alternada entre os Campi do IFCE contribuindo com a transformação de vidas através do protagonismo empreendedor dos jovens nos Sertões do Ceará.

Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae

O Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae vem sendo implementado desde 2013 no país. Nesses cinco anos, o número de capacitações realizadas pelo Programa soma mais de 4 milhões de potenciais empreendedores, mais de 165 mil professores e cerca de 9 mil instituições parceiras atendidas em todo país. Somente em 2018, foram quase 959 mil potenciais empreendedores e mais de 45 mil professores atendidos.

No Ceará, desde 2013, o programa do Sebrae de Educação Empreendedora já levou o ensino do empreendedorismo para mais de 140 mil estudantes. Somente no ano passado, foram beneficiados mais de 40 mil alunos dos ensinos fundamental, médio e superior de escolas das redes públicas e privadas do estado.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *