Ganhadora do Globo de Ouro, Shallow ganha versão forró: conheça No Chão
8 de janeiro de 2019
Moda sustentável – 7 marcas brasileiras para ficar de olho em 2019!
8 de janeiro de 2019
Você sabe como anda a questão da adoção atualmente? No Ceará, segundo o Cadastro Nacional de Adoção (CNA), existem 661 candidatos cadastrados para adotar uma criança, sendo 288  destes residentes em Fortaleza. Porém, deste número de “futuros pais e mães”, apenas 35 aceitam crianças acima dos sete anos, quando entre os milhares de jovens que vivem nos acolhimentos em todos os estados brasileiros, a maioria é de crianças e adolescentes acima dos três anos de idade.

Exatamente com estas questões em mente e com o objetivo de estimular a adoção tardia ‒ de crianças e adolescentes com faixa etária acima de três anos  ‒, o deputado Agenor Neto (MDB) apresentou o projeto de lei de n° 33/18, que institui a Semana de Incentivo à Adoção Tardia.

A matéria propõe que a ação seja realizada anualmente na primeira semana de setembro. A ideia é promover eventos, em parceria com o Poder Público, intensificando a publicidade dos procedimentos para a realização da adoção e os dados do CNA, destacando o número de crianças e adolescentes aptos a serem adotados e a respectiva faixa etária, além dos pretendentes para adotar uma criança e o perfil etário inicialmente declarado.

Para o parlamentar, é necessário que existam mais campanhas educativas direcionadas aos futuros pais, a fim de estimular as adoções tardias. “A imensa maioria ainda quer um bebê, e as crianças mais velhas continuam presas aos abrigos. Nosso projeto visa incentivar a adoção, dando prioridade de tramitação aos processos de quem se dispuser a adotar criança maior de três anos”, declarou.

Com cada vez mais ações e incentivos como estes, nós torcemos para que as famílias abram cada vez mais sua mente e aprendam que adoção não tem cor, sexo ou idade, e sim, é um ato de amor incondicional, que pode trazer muita felicidade!

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *