Fábio é desclassificado do BBB19 antes mesmo do programa começar!!!
14 de janeiro de 2019
7 marcas dos famosos que talvez você não conheça!
14 de janeiro de 2019
O primeiro mês do ano começou com muito trabalho na Assembleia Legislativa do Ceará. Na tarde deste sábado (12), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), abriu, no Plenário 13 de Maio, sessão extraordinária convocada pelo Poder Executivo para o período de 12 a 17 de janeiro de 2019. Durante o período, serão votados oito projetos de lei e um projeto de lei complementar do Executivo voltados ao combate ao crime organizado no Estado. A convocação não acarreta nenhum ônus aos cofres do Estado.

Após abertura dos trabalhos, foi aprovada a mensagem nº 8.344/19, do Executivo, que trata da convocação extraordinária do Poder Legislativo para apreciação das matérias. Também foi aprovado regime de urgência para tramitação dos projetos que acompanham a mensagem.

Os projetos de lei 01/09, 02/09 e 04/09 alteram leis estaduais com o objetivo de aumentar a jornada máxima que agentes penitenciários, policiais civis e policiais militares poderão prestar a título de Reforço Operacional Extraordinário. O Abono Especial por Reforço Operacional será limitado à execução de, no máximo, 84 horas mensais.

O projeto de lei nº 03/09 autoriza, na forma do artigo 184, da Lei nº 13.729/06, a convocação ao serviço ativo de militares que hoje estão na reserva remunerada.

O projeto de lei nº 05/09 dispõe sobre o pagamento de recompensa à população para incentivar o repasse de informações que auxiliem os órgãos de segurança estaduais nas investigações criminais.

O projeto de lei nº 06/09 altera a Lei nº 16.116/16 e autoriza o estado do Ceará a firmar convênios com outras unidades da Federação com o objetivo de compartilhamento de pessoal na área da segurança .

Já o projeto de lei nº 07/09 cria o Banco de Dados Estadual de Informações de Veículos Desmontados. O projeto objetiva o combate ao furto de veículos e receptação de peças no estado do Ceará, unindo Detran-Ce, Polícia Civil, Polícia Militar, Pefoce e Sefaz em ações conjuntas de inteligência e planejamento.

O projeto de lei nº 08/09 dispõe sobre a criação da Área de Segurança Penitenciária (ASP) no entorno dos presídios do estado do Ceará, restringindo o uso de áreas.

E o projeto de lei complementar nº 01/09 institui o Fundo de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (FSPDS), destinado a financiar o desenvolvimento institucional dos órgãos que integram a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.

Que os novos projetos de lei ajudem nosso estado a combater de uma vez por todos o crime organizado e os prejuízos causados por faccões criminosas no Ceará. A população agradece!

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *