Pra ficar de olho: Thairine Garcia
30 de janeiro de 2015
Domingo de posse na AL do Ceará
30 de janeiro de 2015

Respondendo e-mails fora do expediente

Os smartphones chegaram para ajudar a facilitar nossas vidas até mesmo em relação ao trabalho. Ter acesso a aplicativos como wathsapp torna mais fácil entrar em contato rapidamente com pessoas do trabalho, inclusive seu chefe quando ele permite, quando não é possível fazer ligação.

Poder responder e-mails do próprio aparelho celular e a qualquer momento também é outra ajuda que os smartphones acabam nos dando.

Porém, ficar ligado ao trabalho e respondendo e-mails a toda hora, mesmo que fora do expediente, pode não ser legal para a saúde do funcionário.

 

Respondendo-e-mails-fora-do-expediente8

Segundo uma pesquisa da Univerdade Northern Illinois, nos Estados Unidos, empregados muito concentrados em responder e-mails, além de ter uma qualidade de sono pior, estão mais suscetíveis a faltar o trabalho por problemas de saúde.

Para chegarem a essa conclusão os pesquisadores ouviram 303 pessoas que disseram responder e-mails de trabalho não só no horário do expediente como também nos finais de semana, férias e até mesmo quando estavam doentes.

Os participantes também mostraram aos pesquisadores os dois últimos e-mails respondidos e em quanto tempo eles responderam.

Respondendo-e-mails-fora-do-expediente7

Essa urgência em responder e-mails, independente de dia e hora, ganhou da autora da pesquisa o nome de “telepressão”. Larissa Barber, que também é professora de psicologia da Universidade, afirma que o exagero pode reduzir um dos principais benefícios da tecnologia, que é poder trabalhar de qualquer lugar.

“Essa flexibilidade pode ter efeitos colaterais. Os funcionários começam a achar que precisam estar sempre disponíveis e responsivos às demandas de trabalho o tempo todo. Esse tipo de comunicação contínua faz com que as pessoas não tenham tempo para se recuperar do trabalho”, explica ela.

A professora também descobriu, analisando as características pessoais dos voluntários, que traços de personalidade não têm muita interferência. Nesses casos, o que conta mais é a cultura da empresa ou do departamento.

Respondendo-e-mails-fora-do-expediente2

“Assim que possível significa muitas coisas para diferentes pessoas, mas é claro que você fica preocupado em impressionar seu chefe ou colegas, então você pensa que precisa fazer aquilo imediatamente”, afirmou à revista “Time”.

O mais recomendado por especialistas é que as empresas desenvolvam políticas sobre o assunto e definam exatamente qual é a expectativa em torno do assunto, como indicar períodos nos quais não se espera que os profissionais respondam qualquer mensagem.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *