Morreu todo mundo na 6ª temporada de Game of Thrones?
16 de fevereiro de 2016
Streetstyle azul Serenity na NYFW!
16 de fevereiro de 2016

Já parou pra pensar em como o sistema da moda pode mudar no ano de 2016? Provavelmente não. Isso porque já estamos acostumados com duas temporadas por ano e aquele esquema dos produtos estarem nas lojas bem depois. Mas tudo pode mudar, porque as marcas tem apostado numa ação que pode ser considerada uma verdadeira revolução na moda atual. E acredite, essa revolução simplesmente pode mudar o modo como consumimos moda.

A verdade é que nada pode ser sempre a mesma coisa, certo? O mundo da moda é marcado pelas novidades e essa ansiedade pelo novo. Por isso, com a mudança das gerações e da tecnologia, o sistema de mercado e desfiles também muda. Sabemos que as redes sociais vieram pra ficar, e que elas agilizam qualquer processo hoje em dia. Em apenas alguns minutos, o mundo inteiro sabe tudo o que acabou de acontecer.

Uma nova geração de consumidores nasceu e cresceu com o imediatismo das redes. Por isso, os desfiles que antes demoravam cerca de seis meses para chegar em boa parte do público alvo, hoje com as mídias demoram frações de segundos. E isso resulta numa perda de meses de trabalho por parte dos estilistas. Pois com custos altíssimos de produção, o desfile focado apenas na indústria, seis meses antes da coleção chegar às lojas, parece fazer cada vez menos sentido. “Agora, na moda, o futuro é tudo sobre o que as pessoas querem falar”, diz Donatella Versace. Mas o futuro já é agora, está acontecendo nesse exato momento. A moda tem que se mover rápido para se desvencilhar de um “sistema envelhecido”, e entrar em sintonia com os tempos atuais.

2_sitema_da_moda_pode_mudar

O ritmo da moda era definido por: estilistas têm uma ideia, criam a coleção, apresentam as roupas para os compradores, anotam pedidos, produzem as peças e as entregam nas lojas. Os desfiles costumavam ter como objetivo os buyers e a imprensa, que mostraria alguns modelos em suas revistas, criando, junto com as campanhas das marcas, desejo nos consumidores. Esse processo tinha um ritmo próprio, gradual, que funcionava muito bem até as redes sociais estourarem.

Segundo o portal FFW, “…enquanto a semana de moda de Nova York avaliava se mudava o calendário, apresentando o verão no verão e o inverno no inverno, a Burberry mais uma vez saiu na frente e anunciou a grande mudança há poucos dias, alinhando o varejo ao desejo do consumidor. As roupas do desfile estarão nas lojas da marca logo após a apresentação. De forma instantânea.” Ou seja, foi dada a largada às mudanças no sitema de desfiles de moda. As marcas já começaram a apostar no novo modo de apresentar os produtos aos consumidores para que se gere uma nova e mais moderna linhagem de mercado e consumidor.

3_sitema_da_moda_pode_mudar

“Em um mundo cada vez mais imediatista, a atual forma de mostrar uma coleção para os consumidores quatro meses antes de estar disponível é uma ideia antiquada e que não poderia mais fazer sentido”, disse Tom Ford em um comunicado. “Vivemos com um calendário de moda e sistema que são de outra era.” Você concorda com esses motivos?

O fato é que novo jeito de se pensar em moda consumida a partir dos desfiles chegou e finalmente será modernizado. Muito mais produtos serão gerados, pois assim como na internet, os profissionais precisarão ser ágeis para manter as novidades sempre no topo. E a tendência da vez é agilizar mais ainda. Revolução, hein minha gente?! hahaha!

1_sitema_da_moda_pode_mudar

Conta pra gente o que achou!

Fotos: Reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *