Receita do dia – Pavê de chocolate fácil e delicioso!
16 de maio de 2018
Os 5 erros mais comuns que espalham bactérias pelo banheiro!
16 de maio de 2018

Saiba qual a melhor idade para aprender outro idioma, segundo a ciência!

O MIT (Massachusetts Institute of Technology), um dos mais conhecidos centros interdisciplinar de pesquisa dos Estados Unidos, divulgou um estudo em que mostra que a idade ideal para ter conhecimento gramatical de inglês, como um nativo, é a partir do nascimento ou dos 10 anos. Apesar de adolescentes de 17 e 18 anos ainda possuírem habilidades suficientes para aprenderem com maior facilidade.

Pesquisadores afirmam que o multilinguismo ou o bilinguismo devem ter sua aprendizagem estimulada até por bebês, pois auxilia no desenvolvimento do cérebro e nas habilidades fundamentais para a vida adulta, como o controle emocional e a concentração. Quer entender mais sobre esse estudo? Desliza e a equipe do Hype explica!

A Pesquisa

Joshua Hartshorne, professor de Psicologia e coautor da pesquisa diz que não existem tantas diferenças em pessoas que começam a aprender desde bebê ou a partir dos 10 anos, porém, depois dessa idade, é possível ver uma queda na aprendizagem.

O teste gramatical, em inglês, foi feito por meio da rede social Facebook, com 670 mil pessoas de várias nacionalidades e idades. O quiz testava a capacidade dos voluntários em analisar a gramática de frases em inglês. Em seguida, o teste perguntava a idade, o tempo em que eles estudavam inglês e em quais momentos, por exemplo, houve uma mudança para outro país com língua nativa inglesa?

Dos 370 mil participantes, 246 cresceram escutando somente inglês, enquanto os outros eram bilíngues ou multilíngues da Finlândia, Turquia, Alemanha, Rússia e Hungria. Estavam na faixa etária de 20 a 30 e alguns anos.

Portanto, a conclusão dos estudiosos é que, na infância o aprendizado da gramática de outro idioma é mais desenvolvido, seguindo na adolescência e diminuindo na vida adulta.

Você fala um segundo idioma, como o inglês? Concorda com o estudo ou nem pensar? Comente logo abaixo!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *