Programação cultural on-line com cineclube, shows e bate-papo
9 de junho de 2020
saudade de Stranger Things
3 séries da Amazon para matar a saudade de Stranger Things
10 de junho de 2020

Saúde Mental, Arte, Museu e Luta Antimanicomial

Vamos de mais dica cultural? O Centro Dragão do Mar realiza, nesta quarta-feira (10), a partir das 16h, mais um debate ao vivo no canal do centro de arte e cultura (www.youtube.com/dragaodomarcentro). Recentemente, foi celebrado o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, data marcada pelo dia 18 de maio. Em defesa do cuidado em liberdade e de uma sociedade sem manicômios, o Museu discutirá o tema “Saúde Mental, Arte, Museu e Luta Antimanicomial”. O coordenador do Educativo do MCC Ícaro Souza mediará o debate entre os especialistas Alex Alencar, Cláudia Oliveira e JW Crispim. A conversa contará com tradução em LIBRAS.

Segundo Ícaro Souza, a atividade visa promover a reflexão sobre a importância de aproximar os equipamentos culturais, museológicos, de arte e ensino dos usuários dos serviços de saúde mental, como forma de desconstruir preconceitos e estigmas a partir da experiência dos sujeitos atuantes neste campo e, assim, contribuir para o enfrentamento à ideia de segregação representada pelos manicômios e para a promoção de uma sociedade mais democrática e inclusiva.

Sobre os convidados

Alex Alencar é Mestre em Enfermagem pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, enfermeiro na A Rede de Atenção de Psicossocial (RAPS) de Fortaleza e membro do Fórum Cearense da Luta Antimanicomial.

Profa. Dra. Cláudia Freitas de Oliveira é professora e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Ceará, do Programa de Pós-graduação Mestrado Profissional em Ensino de História, Profhistória (UFC), do Programa de Promoção da Saúde, Ambiente e Trabalho – PSAT (FIOCRUZ Brasília) e do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará (UFC) Coordenadora do Curso de História (UFC). Entre outras atribuições, também coordena o Grupo Sociedade de Estudos do Brasil Oitocentista (SEBO-UFC). Pesquisadora sobre a História da Loucura no Ceará.

JW Crispim é artista usuário do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS – e membro do Fórum Cearense da Luta Antimanicomial.

Fotos: Reprodução / fonte: Secult

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *