Toda a sensualidade de Gianne Albertoni
10 de julho de 2012
Por que continuamos usando o Facebook?
10 de julho de 2012

Scott Cleland: o inimigo nº 1 do Google

Imagine o mundo da internet como um grande planeta. Imaginou? Agora pare tudo e tente imaginar que esse planeta está sobre o domínio de um ditador malvado, um malfeitor completamente louco pelo poder! Estranho, não é mesmo? E se esse ditador do mal soubesse tudo – tudo mesmo – sobre você? Nesse caso, seria difícil escapar! Esse cenário apocalíptico – uma constatação na visão de Scott Cleland – não é uma ficção, é uma constatação sobre o que estamos vivendo nesse momento!

O economista norte americano se dedica a mostrar que o Google não é uma empresa tão boazinha como pensamos! Ele afirma que em nenhum momento da história uma empresa foi tão poderosa e ao mesmo tempo tão influente. O economista exemplifica: eles acham o que você procura, mas sempre os primeiros resultados são do próprio Google. “Eles já criaram, literalmente, 500 produtos em quase todas as áreas que você pode imaginar. E acham que ninguém pode fazer melhor que eles”, revela o economista.

A própria ausência de concorrentes – “95% dos brasileiros fazem buscas pelo Google!” – e a falta de transparência em relação ao que eles farão com informações pessoais de bilhões de pessoas, são os principais alvos de Scott. O próprio economista revela que não consegue fugir do gigante da internet. “O Google é brilhante e muito inovador. Não digo para as pessoas não utilizarem. Só digo para não confiarem”, assume. E aos interessados, agora em Julho chegou ao Brasil o livro de Scott: “Busque e Destrua”. A obra traz a compilação, item por item, de notícias, estatísticas, processos jurídicos e curiosidades que mostram o lado escuro da empresa. E você o que acha de tudo isso? Será mesmo que o Google tem todo esse poder?

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *