Câmara Municipal de Fortaleza realiza solenidade em comemoração ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência
9 de dezembro de 2015
Prefeitura de Fortaleza coletou 150 mil litros de óleo em 2015
9 de dezembro de 2015


Quem é proprietário de empresas de micro e pequeno porte com certeza já perdeu algumas preciosas horas procurando em vários sites e jornais as licitações publicadas pelos governos federal, estadual e municipal.

A novidade é que agora esses empreendedores já podem concentrar sua pesquisa no buscador criado pelo Sebrae: www.licitacoes.sebrae.com.br. De acordo com a gerente-adjunta do órgão, Patrícia Mayana Maynart Viana, da Unidade de Acesso a Mercados e Serviços Financeiros do Sebrae, a ideia é facilitar a vida do empresário, que “não tem tempo a perder”.

O buscador do Sebrae começou a ser desenvolvido dois anos atrás, mas só foi lançado no dia c-5 de outubro deste ano, como uma das ações do Movimento Compre do Pequeno Negócio, encabeçado pela instituição. Hoje ele já reúne mais de oito mil licitações, entre leilões, concursos, pregões eletrônicos e presenciais, concorrências internacionais, etc. Por enquanto, a média de acessos diários está em 140.

“Para compras de até R$80 mil, a legislação determina que os órgãos públicos deem exclusividade a micro e pequenos fornecedores. Então, principalmente em nível municipal, existem muitas oportunidades para os pequenos negócios. Mas se o empresário não tem informação sobre as licitações, ele perde essa chance. Daí o nosso buscador,” afirma Patricia.

Sebrae 2

O melhor é que a busca pode ser realizada por área de atuação (construção civil, moda, turismo etc) ou pode ser mais específica, filtrada por estado, cidade, modalidade, data e palavra-chave. Assim, é possível saber, por exemplo, que no dia três de dezembro a prefeitura de Salete (SC) lançou um pregão eletrônico para a aquisição de gêneros alimentícios para a merenda escolar, e amanhã as propostas serão abertas.

O Sebrae coleta as informações em mais de 550 portais públicos de licitações, com destaque para o Comprasnet, do Governo Federal, e as páginas mantidas pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal. Além deles, cerca de 9.600 prefeituras e órgãos municipais também são monitorados.

Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *