Vila das Artes recebe instalação performática “Multicorpos”
13 de setembro de 2019
Prefeitura de Fortaleza inaugura Mini Areninha Fonsequinha
13 de setembro de 2019

O Comitê Cearense Pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA) da Assembleia Legislativa realiza, na próxima segunda-feira (16), das 9h às 17h, no auditório Murilo Aguiar, o seminário internacional “Cuidando em rede: saberes e práticas na atenção às famílias de vítimas de homicídio”. A iniciativa visa debater práticas de atenção e proteção a famílias de vítimas.

Voltado especialmente para profissionais das áreas de saúde e assistência social da cidade, o seminário é a finalização de um projeto fruto da parceria entre o Instituto OCA e a Open Society Foundations, somando-se aos esforços implementados pelo Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA), que, desde 2016, tem analisado o cenário local e elaborado estratégias para prevenir o assassinato de jovens.

A programação traz temas e experiências que complementam e ampliam a perspectiva pela prevenção de homicídios na adolescência. Para aprofundar a concepção sobre a prevenção terciária e trocar experiências internacionais no cuidado das vítimas e proteção de adolescentes vulneráveis, o evento promove um intercâmbio entre Fortaleza e Medellín, a partir do trabalho da Fundação Casa de Las Estrategias, da Colômbia, representada pela economista Camila Uribe.

Também foi convidada Macarena Rau Vargas, presidenta e fundadora da Corporación para la Prevención de la Delincuencia Mediante el Diseño Ambiental (CPTED – Región), para conversar sobre urbanismo e prevenção de homicídios. Já Pedro Abramovay, diretor para América Latina e Caribe da Open Society Foundations, apresenta experiências na redução da violência e controle de armas na América Latina.

Os três convidados para a programação do seminário trazem diferentes temas que dialogam com a atenção às famílias de vítimas, a proteção de adolescentes e jovens ameaçados e a investigação das trajetórias de vida de meninas e meninos assassinados, e essas são as principais frentes de ação que conectam o trabalho do comitê com o da Casa de Las Estrategias. Programas como o protocolo “Nada justifica el homicidio”, que atende adolescentes ameaçados de morte, e o “Ruta de acompañamiento a familias víctimas del homicidio”, da instituição colombiana, dialogam diretamente com as 12 recomendações pela prevenção de homicídios do comitê cearense.

As inscrições já estão esgotadas, mas a programação completa será transmitida ao vivo pela página do Comitê Cada Vida Importa no Facebook.

 

Serviço:

Data: 16 de setembro de 2019

Hora: 9h – 17h

Local: Auditório Murilo Aguiar – Assembleia Legislativa do Ceará

Endereço: Av. Des. Moreira, nº 2807, Dionísio Torres. Fortaleza/CE

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *