Começaram as inscrições para 13 mil vagas remanescentes do Fies
21 de março de 2017
I Encontro do Sistema Estadual de Cultura 2017
21 de março de 2017
O Brasil está em alerta máximo devido a epidemia de Dengue, Zica e, principalmente, Chikungunya em todo o País. As três doenças são transmitidas pelo mesmo agente – o mosquito Aedes Aegypti, e é importante combatê-lo a fim de evitar o avanço das doenças.
No ceará, a Assembleia Legislativa por meio da Frente Parlamentar de Combate ao Aedes Aegypti, vai receber, no próximo dia 27 de março, especialistas do Ceará, da Bahia, do Rio de Janeiro e de Goiás para discutir sobre as consequências da Chikungunya – doença masi grave dentre as três transmitidas pelo Aedes, bem como as políticas públicas, estratégias e ações de enfrentamento ao mosquito transmissor da doença.

O Seminário ‘Chikungunya – Conhecer para prevenir e combater: Experiências e atitudes no enfrentamento ao Aedes Aegypti’ será realizado das 8h às 17h30, no auditório Deputado João Frederico Ferreira Gomes, no Anexo II da AL. Estarão presentes no evento ainda os gestores municipais, profissionais da saúde, técnicos da área do controle das arboviroses, instituições de ensino e pesquisa, empresários e sociedade civil. O presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Aedes Aegypti, deputado Carlos Matos (PSDB), destaca a presença também de representantes de municípios que já conseguiram conter a propagação do mosquito e que vão mostrar essa experiência.

PROGRAMAÇÃO
A abertura do evento será às 09h20 com a palestra Chikungunya: A Doença e seus Riscos, a ser proferida pela Dra. Melissa Falcão (Médica infectologista – BA) e Dr. Robério Leite (Médico infectologista pediátrico – CE). Em seguida haverá debate com o deputado Carlos Felipe (PCdoB), presidente da Comissão de Saúde da AL-CE e Márcia Machado, pró-Reitora de Extensão da UFC.

Às 11h será realizada palestra com o tema Gestão e Tecnologia a Serviço da Saúde, com Dr. Leonardo Vilela, secretário de Saúde de Goiás, seguido de debate com deputado Carlos Matos e Henrique Javi, secretário de Saúde do Estado do Ceará.

A terceira palestra, às 14h, será sobre o tema Políticas Públicas, Estratégias e Ações, com Adeilson Loureiro Cavalcante, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, seguido por debate com Gadyel Gonçalves de Aguiar Paula, presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece).

A última palestra será às 15h40, com o tema Aedes aegypti e os desafios para o controle, com os palestrantes Ademir Martins, da Fundação Oswaldo Cruz (RJ) e Nélio Morais, gerente da Célula de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza. Em seguida acontece debate com as presenças de Carlile Lavor, representante da Fundação Oswaldo Cruz (CE) e Josete Malheiro, presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Ceará (Cosems).

As inscrições são totalmente gratuitas e já estão abertas. Os interessados já podem se escrever através deste link.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *