Concurso de moda chega aos drinques!
5 de setembro de 2013
Maria Casadevall é exemplo de beleza e talento
5 de setembro de 2013

Síria – Partido Comunista russo quer retirar Nobel de Obama

Síria – Partido Comunista russo que retirar Nobel de ObamaO Partido Comunista (PC) da Rússia vai lançar uma campanha para retirar do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, o Prêmio Nobel da Paz, concedido em 2009 pelos esforços diplomáticos e a integração entre os povos. A inciativa do PC russo se deve ao fato de Obama defender a intervenção militar dos EUA na Síria.

Um possível conflito, dessa vez envolvendo outra nação pode agravar a crise no país, que já matou mais 100 mil pessoas.

O vice-presidente da Assembleia Federal da Rússia (a Duma) e vice-presidente do Comitê Central do Partido Comunista, Ivan Melnikov, defendeu hoje (5) a retirada do prêmio de Obama pela campanha feita pelos Estados Unidos em favor da ação militar.

“Nós consideramos extremamente importante iniciar uma campanha para privar Barack Obama do título do Prêmio Nobel [da Paz]”, acrescentou.

É absurda a declaração da administração dos Estados Unidos de que a situação na Síria representa uma ameaça à segurança do país. Na realidade, são os Estados Unidos que representam ameaça”, disse Melnikov.

Ontem (4), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu a possibilidade de apoiar a intervenção militar na Síria, se o Conselho de Segurança das Nações Unidas autorizar a ação e houver comprovação do uso de armas químicas contra civis pelo governo do presidente Bashar Al Assad.

Participação da Rússia no ataque

Na tentativa de conter os supostos ataques o Papa Francisco, numa carta ao Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, que preside em São Petersburgo, à Cúpula do G20, dirige um apelo a uma solução pacífica para a crise da Síria.

Na mensagem Francisco encoraja os chefes de Estados que nela participam a que tratem de “encontrar vias para superar as contraposições e abandonem a vã pretensão de uma solução militar”, empenhando-se, isso sim, “com determinação e coragem, numa solução pacífica através do diálogo e das negociações entre as partes interessadas com o apoio concorde da comunidade internacional”.

Papa conversa com Assad

Rumores indicam que o Papa Francisco, teria falado, por telefone, com o presidente da Síria, Bashar al Assad, informa o jornal Clarín, da Argentina, citando fontes do Vaticano. No entanto o Vaticano não confirmou nada ainda.

Segundo o jornal argentino, o Papa teria pedido ao presidente da Síria de parar, o quanto possível, a repressão contra os rebeldes e adotar uma atitude mais conciliadora.

 

Foto: reprodução

1 Comentário

  1. Dagmar Marie disse:

    Retificando… alguns comentários acima, não são de minha autoria!
    Vamos ao meu comentário:

    OBAMA, desmoralizado por ter afirmado que o governo sírio tinha usado Armas Químicas contra seu povo, agora Obama alega que vai intervir na Síria, para a segurança dos USA.
    ONU tendenciosa, nada confirma, certamente ameaçada pela Irmandade Muçulmana.
    Porém Rússia tem como provar que as Armas Químicas partiram dos tais “Rebeldes”
    A realidade:
    Obama está desesperado em bombardear a Síria, para apagar os últimos vestígios das Armas Químicas, que ele deu aos seus amigos Terroristas muçulmanos, chamados de “Rebeldes”, para serem espalhadas entre o povo, com a finalidade de incriminar o governo sírio, e finalmente conseguir o seu verdadeiro objetivo: ajudar em implantar o ISLAMISMO RADICAL, na Síria.
    Nota: no Egito, onde OBAMA também interferiu em prol da IRMANDADE MUÇULMANA se deu mal, e o ISLAMISMO RADICAL foi derrubado e a maioria estão presos, acusados de assassinatos e serão executados, como eles gostavam de executar os não islamitas, embora esses não estivessem envolvidos em assassinatos. Mas, como não eram islamitas tinham que morrer, como é o costume da IRMANDADE MUÇULMANA: matar inocentes que não são muçulmanos, e chamados por eles de “cães infiéis ao Maomé”, o pedófilo que chamam de profeta!
    Ora, não é OBAMA que envia armamentos e dinheiro para os Terroristas, na Síria?
    Não foi Obama que entregou um Drone para que os iraquianos o pudessem copiar, sob alegação que caiu no IRÃ?
    Obama, monitora os telefonemas no mundo inteiro, sob alegação que é para combater o Terrorismo.
    Se realmente quisesse combater o Terrorismo, monitoraria os telefonemas de muçulmanos, que são Terroristas, e não dos europeus e asiáticos!!!
    Alega que combate Terrorismo, no entanto, deixou que os irmãos chechenos, praticassem Terrorismo na maratona de Boston, embora tivesse sido avisado pelo Serviço de Inteligência Russa, que eram perigosos, e cuja mãe deles estava fichada no FBI, como Terrorista.
    OBAMA alegou ter mandado matar OSAMA BIN LADEN, e nada foi provado. O interessante é que os enviados para o Oriente Médio, e que participaram da FARSA, num total de 24 (vinte e quatro), e dos quais 20 (vinte) já estão mortos, numa verdadeira ‘QUEIMA DE ARQUIVO”.
    A única realidade crua e nua é que OBAMA é aliado dos Terroristas muçulmanos, e lhes passa todas as informações necessárias sobre tudo que acontece no Ocidente, no que se refere ao combate ao Terrorismo, através de escutas de telefonemas e internet, para que possa avisar em tempo, seus amigos Terroristas muçulmanos, se alguma preparação para um atentado Terrorista, já foi descoberta, para os advertir. Quando os verdadeiros combatentes ao Terrorismo nada descobrem, o atentado é realizado.
    Se não tivesse essa intenção, não precisaria monitorar telefonemas dos Ocidentais e Orientais, porque eles não enviam Terroristas para matar em outros países, como os muçulmanos!
    Em meio a um discurso do OBAMA, lhe escapou: “FUI PREPARADO POR ANOS, PARA SER PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA”. A nítida impressão que se tem, é que foi preparado por Terroristas muçulmanos. E se aproveitando de atual tecnologia usada por NSA, PRISM E VERIZON, incluindo os Drones, está sabotando o mundo civilizado, sob alegação que combate o Terrorismo, porém OBAMA, na verdade combate a civilização ocidental e oriental, em prol dos Terroristas muçulmanos!
    A Europa e os países civilizados não podem e nem devem aceitar qualquer ajuda desse “infiltrado” na presidência americana, o OBAMA, que se faz passar por um simples mulato e cristão, e cuja verdadeira identidade e religião continuam uma incógnita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *