Prefeitura de Sobral inicia arborização das principais avenidas da cidade
15 de abril de 2015
As 10 melhores cidades para os amantes de café
15 de abril de 2015

Vamos de mais conteúdo Fashion Week? A Semana de Moda de São Paulo tá só começando e ainda vai render muito! O segundo dia contou com a presença de várias famosos, como a consultora de moda Constanza Pascolato, Deborah Secco, Rodrigo Lombardi e Maria Gadú. Que tal dar uma conferida no que rolou no segundo dia de desfiles? Confira o line-up:

SPFW Verão 2016: 2º DIA

  • Paula Raia
  • Osklen
  • Ellus
  • Água de Coco por Liana Thomaz
  • Lilly Sarti
  • Sacada
  • Juliana Jabour
  • Triya

A coleção de Paula Raia, que só acontece uma vez por ano, é marcada pela peculiaridade de cada peça e por ser slow fashion. O desfile acontece na casa da estilista, para alguns convidados e se destacou pelo estilo de Paula: leve e autêntico. Trabalho com textura, longos e a cor branca predominaram na coleção. Olha só: PaulaRaia-spfw2016.nopatio1Na Osklen, a cultura indígena fez mais uma aparição (como na coleção da Cavalera, no dia anterior) e se apresenta como tendência permanente. Desta vez, a tribo é a Ashaninka, do Acre. Há muita seda e as peças carregam um tom especial, que se assemelha ao visual indígena, mas aperfeiçoado ao estilo da marca. Os acessórios dos índios também serviram de inspiração e estiveram presentes, como os colares, braceletes, etc. Veja: Osklen-spfw2016.nopatio6Toda inspirada no Marrocos, a coleção da Ellus apresentou várias releituras do vestuário marroquino, como em lenços, em túnicas, em acessórios. Nas estampas, a Marrakesh une os florais orientais, o mosaico e a textura da tapeçaria marroquina, formando um conjunto africano incrível. O jeans Ellus também apareceu, além de vestidos de seda, paetê e renda. Confira: Ellus-spfw2016.nopatio3O Ceará foi muito bem representado pela linha de Liana Thomaz! A Água de Coco trouxe muita renda e alguns toques do artesanato cearense. Seda e lycra foram os tecidos mais usados. Com estampas vivas, a marca oferece o que há de melhor para a moda praia. A modelo Isabeli Fontana abriu o desfile. AguadeCoco-spfw2016.nopatio2A coleção de Lilly Sarti foi uma das mais comentadas do segundo dia da SPFW. A tendência retrô dos anos 70 foi destaque no desfile. Com uma pegada japonesa, em peças como quimono e pegnoir, também rolou jacquard de seda e referências à mulher libertária (da época). Os tons variavam do nude ao pink, do lilás ao roxo. LillySarti-spfw2016.nopatio5A Sacada trouxe tons fortes, como vermelho e marinho, e abusou da sensualidade, com muito ombro à mostra e recortes mais ousados. A estampa floral também teve vez e o caimento perfeito, uma das marcas da estilista Priscilla Darolt, marcou presença em vestidos, pantalonas e macacões. A coleção tinha um ar futurista e, ao mesmo tempo, retrô. Sacada-spfw2016.nopatio7Mais uma vez, os anos 70 mostram sua influência na moda: a coleção de Juliana Jabour fez bonito ao usar o tom retrô de um jeito mais ameno, sem o apelo hippie, símbolo da época. Com peças em alfaiataria e renda – mas nada de malha, tecido frequentemente utilizado pela marca -, as cores equilibraram bem as estampas. JulianaJabour-spfw2016.nopatio4Por último e diretamente do Fashion Rio, a Triya usou estampas que lembravam tatuagens. Com o tema “Sea of Love”, a marca de moda praia trouxe modelos que pareciam sereias (e deveriam!), com um cabelo dourado e o visual bronzeado. Com muitos tops, hot pants e renda, a coleção trouxe tons vibrantes e brilho, muito brilho! Triya-spfw2016.nopatio8

Fotos: Zé Takahashi/FFW

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *