5 receitas de sucos detox simples e rápidos
14 de março de 2019
Vans lança tênis colorido de patchwork bem retrô
14 de março de 2019

Theatro de Portas Abertas traz programação especial

Uma programação especial para celebrar o mês da mulher. No dia de 17 de março, o programa Theatro de Portas Abertas apresenta o espetáculo “AQUELAS – Uma dieta para caber no mundo”. A peça é uma construção colaborativa, numa criação delicada e cruel, que grita as urgências do “ser mulher” na sociedade em que vivemos. O espetáculo faz reviver Maria de Bil, santa popular de Várzea Alegre, município do Cariri cearense, assassinada no ano de 1926 pelo seu companheiro. A atividade inicia às 18h, no Palco Principal, e tem entrada gratuita.

A programação conta ainda com a “Divulgação da pesquisa o “Praticante Cultural; o espectador de teatro na cidade de Fortaleza”, de Caio César Brito, às 16h, no Foyer. A pesquisa, que teve como objetivo traçar o perfil do espectador de teatro na cidade de Fortaleza, apresenta seus resultados e convida para um diálogo importantes realizadores de teatro atuantes na cena teatral cearense: Altemar Di Monteiro, Rogério Mesquita, Gyl Giffony, Joca Andrade.

A tradicional Hora do Ângelus será cantada por Masôr Costa a partir das 18h, no Pátio Nobre. Masôr Costa começou aos 20 anos de idade a mostrar seus dons musicais. Socióloga, intérprete e compositora, típica da nossa música e do mais alto estilo, enfocando sempre o relacionamento com o meio e a consciência. Desde 1987 faz seu expoente de interpretação em várias casas de shows e espaços culturais em Fortaleza e outras cidades.

E encerrando o dia de programação gratuita, o Teatro Morro do Ouro recebe o espetáculo “As Malditas”, do Rei Leal Coletivo Teatral, às 19h. Escrita em 1997 pelo jornalista, ator e dramaturgo paraibano Saulo Queiroz, a peça é uma tragicomédia baseada nas relações humanas, que traz à tona a difícil relação de dependência mútua entre duas irmãs, Rosa e Margarida, na terceira idade. A classificação indicativa é 12 anos.

 

Fotos: Reprodução / Fonte: Secult

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *