Governo do Ceará promove workshop para inclusão de pessoas trans no mercado de trabalho
13 de fevereiro de 2020
Prêmio RioMar Mulher anuncia homenageadas na edição 2020
13 de fevereiro de 2020

Vem aí o tradicional Festival Jazz & Blues

Shows, ensaios abertos, bate-papos e ações formativas de música marcam o tradicional Festival Jazz & Blues, que em 2020 festeja a maioridade absoluta com os bons sons ecoando no Ceará. Com atrações locais, nacionais e internacionais, a 21ª edição acontece de 22 a 29 de fevereiro, com programação de 22 a 25 em Guaramiranga, cidade serrana localizada no Maciço de Baturité, a cerca de 100 Km de Fortaleza,nos dias 22 e 23 em Aquiraz, no Litoral Leste,de 27 a 29 em Fortaleza, e no dia 27 em Maracanaú, na Região Metropolitana. A programação completa está disponível no site www.jazzeblues.com.br.

Apresentado pelo Ministério da Cidadania e Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, com apoio institucional do Theatro José de Alencar, Cineteatro São Luiz, Instituto Dragão do Mar, Instituto Federal do Ceará, Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga, Prefeitura Municipal de Guaramiranga, Prefeitura Municipal de Aquiraz e TV Ceará, o 21º Festival Jazz & Blues tem como patrocinadores o Banco do Nordeste do Brasil, a Cagece e a Cegás. Agradecimento: Enel. Apoio cultural: Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, Casa Pio, Funarte, Ibermúsicas e Mercadinho São Luiz. Realização: Ministério da Cidadania/Secretaria Especial da Cultura e Via de Comunicação e Cultura.

Ações formativas

Quem quiser participar das atividades formativas nas quatro cidades, já pode garantir a vaga. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio do site www.jazzeblues.com.br, onde também estão as informações detalhadas. Em Guaramiranga, a primeira atividade será o Minicurso de História do Jazz, de 18 a 20, com o professor e músico Edson TávoranoAuditório do IFCE Campus Guaramiranga. Nos quatro dias do Festival na serra, 22 a 25, o professor João Paulo Moreno ministra, no mesmo local, o Minicurso de Violão. Na sede da AGUA – Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga o contrabaixista Jorge Helder, cearense residente em Brasília, profere no dia 23 a palestra “Viver de música” e, no dia seguinte, as instrumentistas mineiras Luísa e Natália Mitre realizam a palestra-concerto “Compositoras Brasileiras”.

O guitarrista Felipe Cazaux ministra Oficina de Guitarra em Guaramiranga, dia 22 na AGUA, e dia 29 em Fortaleza, na Casa de Vovó Dedé. Também nas duas cidades o brasiliense Pablo Fagundes conduz Oficina de Gaita. Será no dia 25 na AGUA e no dia 28 no Centro Cultural Banco do Nordeste, na Capital.Em Aquiraz, na Tapera das Artes, o grupo argentino Yamile Burich & Ladies Jazz ministra uma Oficina de Improvisação no domingo, dia 23. Após a Quarta-Feira de Cinzas, além das oficinas de Felipe Cazaux e Pablo Fagundes, acontece em Fortaleza uma oficina-concerto com o acordeonista Nonato Lima no dia 27 no Espaço Cegás de Cultura e, em Maracanaú, no dia 27, uma Oficina de Vibrafone com Natália Mitre.

Em Guaramiranga

Na cidade serrana, a programação começa cedo, com atividades lúdicas no Espaço Dó Ré Mi Atividades Infantis, na Cidade Jazz & Blues, de domingo a terça-feira, às 9h30. O finalzinho da manhã nos quatro dias, às 11h, é marcado pelo tradicional Café no Tom, que é um bate-papo com uma das atrações do Festival, conduzido pelo jornalista Dalwton Moura no Restaurante Basílico, na Praça do Teatro Rachel de Queiroz. É um momento descontraído, marcado pela proximidade do artista com o público. De sábado a segunda-feira às 16h, na Cidade Jazz & Blues, tem o concorrido Ensaio Aberto, onde o público pode conferir um pouco do que vai ser o Show das Nove.

No fim da tarde já começam os espetáculos do Festival. A sessão Show das Cinco apresenta duas atrações por dia, de sábado a segunda-feira. Depois tem o Show das Nove, que é a única programação não gratuitado Festival na serra. No palco, a atração que fez o Ensaio Aberto. E para fechar os três primeiros dias, mais uma grande atração no Show das Onze. Todas as apresentações acontecem na Cidade Jazz & Blues, espaço erguido anualmente pelo Festival.
Na terça-feira a programação é diferente com a Maratona Jazz & Blues. É uma festa aberta, gratuita, para encerrar com muita música a etapa serrana desta edição. São quatroshows seguidos em uma única sessãoque começa às 16h30.

Curtiu? Então programa-se para esse Festival e deixe aqui nos comentários quais suas escolhas!

Fotos: Reprodução / Fonte: Secult

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *