Guia do Batom – 6 tendências de batons super em alta para colorir a estação mais fria do ano!
26 de julho de 2017
Dia dos Avós – 7 vovós fashionistas para seguir nas redes sociais!
26 de julho de 2017

Para você que sofre só de pensar que irá cortar das suas refeições alimentos como carnes, ovos ou queijos, sabia que é possível encontrar a maneira certa de perder peso, sem restringir esses alimentos do seu prato? A dieta que está dando o que falar chama-se dieta cetogênica! Suas características principais são o aumento da quantidade de proteínas e a redução dos açúcares e carboidratos.

O carboidrato é a maior fonte de energia do organismo, é a partir dele que surge a glicose. Quando se corta o carboidrato da alimentação, o organismo vai em busca de reservas de energia do corpo. Nesse momento então, entra a cetose, que nada mais é do que uma atividade normal do metabolismo humano, que quando não encontra mais glicose ou açúcar, busca sua segunda fonte de energia: as gordurinhas. Fazendo com que o emagrecimento seja mais rápido.

Para quem fuicou curioso, preparamos um super guia sobre a dieta cetogênica, suas vantagens e desvantagens. Mas atenção: Antes de esclarecer pontos importantes da dieta cetogênica é preciso deixar claro que, para aderir esse método você precisa consultar um nutricionista, pois só ele pode fazer a sua dieta de modo adequado para o seu organismo e corpo, Ok? Vamos lá!

1.Categorias da dieta cetogênica

As principais dietas cetogênicas são a Padrão (SKD) e a de Alta Proteína, que se diferenciam apenas porque a de Alta Proteína tem normalmente uma proporção de 35% de proteína, 60% de gordura e 5% de carboidrato, enquanto a dieta cetogênica Padrão possui 20% de proteína, 75% de gordura e 5% de carboidrato.

O terceiro tipo é a Dieta Cetogênica Cíclica (CKD), não muito usada, pois não teve seus estudos aprofundados. Seu método de funcionamento é manter o carboidrato por dois dias da semana, enquanto os outros cinco dias serão cetogênicos.

2.Principais dificuldades

O período de adaptação é o mais difícil em qualquer reeducação alimentar e não é diferente na dieta cetogênica. Com a diminuição do carboidrato, surgem as substâncias conhecidas como corpos cetônicos. São elas as responsáveis pelos enjoos e náuseas no início da sua dieta.

Podem surgir também dificuldade de concentração, falta de energia, fome insaciável, problemas com o sono e diminuição no desempenho dos exercícios. Porém pode ficar tranquilo, serão apenas nos primeiros dias até seu metabolismo voltar ao normal e a sua disposição poderá vir a ficar ainda melhor. A adaptação varia de organismo para organismo, mas costuma acontecer em 10 dias.

E para saciar a fome, a dica é: abuse na ingestão de água e dos suplementos alimentares, eles vão te dar uma força com as proteínas!

3. Benefícios contra doenças

Uma das técnicas da dieta cetogênica é a redução do açúcar no cardápio. Sabe-se que a diabetes é uma doença que surge por meio do alto índice de açúcar no sangue. Com a diminuição do açúcar ao longo da dieta, é possível que ocorram melhoras na função da insulina, dando bons resultados para quem tem diabetes.

Assim como as doenças cardíacas, a epilepsia, lesões cerebrais, doença de Parkinson e Alzheimer são algumas das que tem como fatores principais de suas causas pressão arterial, gordura corporal, açúcar no sangue e problemas de colesterol. Lembrando ainda que você não só pode, como deve continuar com os exercícios, o resultado acontecerá bem mais rápido. Se você mantém a dieta, mas não os exercícios, deve comer menos e se você os pratica poderá se debruçar mais nos alimentos. Os pesquisadores buscam cada vez mais vantagens da dieta cetogênica que estão longe de serem finalizadas.

4. Alimentos que devem ser evitados

Qualquer alimento que tenha uma quantidade numerosa de carboidratos e açúcares devem ser riscados de sua lista, certo? Aqui vão alguns exemplos:

  • Grãos ou amidos: arroz, milho, massas, produtos à base de trigo etc.
  • Álcool: bebidas alcoólicas possuem quantidade elevada de carboidratos, então nada de bebidas.
  • Alimentos com açúcares em quantidades maiores: refrigerantes, bolos, doces, sorvetes, sucos etc.
  • Alimentos com baixa taxa de gordura: a maioria contém carboidratos em excesso por serem processados.
  • Leguminosas: lentilha, feijão, ervilha, soja etc.

5. Alimentos que fazem parte da dieta

Depois de muitos benefícios da dieta cetogênica, vamos para essa listinha que pode te animar ainda mais. Não esqueça, o nutricionista saberá a quantidade correta de cada alimento que seu corpo necessita e é indispensável a orientação de um profissional, mesmo que você tenha entendido os métodos de qualquer receita a qual você teve acesso. Se você seguir as indicações corretamente, os resultados serão mais eficientes do que o esperado, hein?!

  • Queijos: cheddar, catupiry, coalho, cream cheese, mussarela, parmesão etc.
  • Ovos: codorna, galinha, avestruz, pato (cozido). Modo de preparo: frito, mexido, poché ou omelete.
  • Carnes: todas bovinas, suínas, aves e peixes.
  • Frutas: abacates, coco, limão, morango etc.
  • Farinhas e pós: amêndoas, castanhas, linha, cacau em pó (sem açúcar) etc.
  • Leite: manteiga, creme de leite etc.
  • Óleos: azeite extra virgem, óleo de coco e óleo de abacate.

Dia corrido e não deu tempo de preparar a sua marmita antes de sair de casa? Você pode ter como base os alimentos citados acima. Parou em um restaurante? Peça alguma carne e como acompanhamento saladas ou um guacamole e até bacon!

6. Livro A Dieta da Mente

Que tal entender um pouco mais sobre esse universo das “gorduras boas” que substituem os carboidratos e açúcares? No livro A Dieta da Mente, David Perlmutter fala sobre as verdades das consequências do trigo, do açúcar e dos carboidratos sobre o cérebro. Em suas páginas David traz recomendações fáceis de seguir, variedades de receitas e a prova de que você pode recuperar o bem-estar e manter a saúde.

Já conhecia a dieta cetogênica? Se sim compartilhe com a equipe Pátio Hype as sua experiências, mas se você nunca tinha escutado falar, deixe logo abaixo seu comentário sobre o estilo de vida que a dieta oferece.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *