Que tal uma casa feita de lápides de cemitério?
2 de julho de 2018
Moda cearense – 10 marcas para conhecer e comprar pelo Instagram! (Parte II)
2 de julho de 2018

Youtuber Júlio Cocielo é acusado de racismo na internet

Kéfera Buchman, Taci Alcolea, Felipe Neto… Não é de hoje que os youtubers estão virando uma nova geração de ídolos, princialmente entre os jovens. Também conhecidos como digital influencers ou, em bom português, influenciadores digitais, eles falam sobre variados assuntos em seus canais no Youtube e em suas redes sociais. Mas, vira e mexe eles pisam – e feio! – na bola e aí, claro, a internet não perdoa. O caso mais recente é o de Júlio Cocielo, que tentou fazer uma piadinha com um jogador durante a Copa do Mundo e acabou errando feio e sendo extremamente racista…

O caso aconteceu no último sábado (30), durante o jogo entre França e Argentina, pelas oitavas de final da Copa da Rússia. Júlio Cocielo comentou em seu Twitter “Mbappé conseguiria fazer uns arrastões top na praia”. Não demorou para que a publicação recebesse uma chuva de críticas alegando que Cocielo estava sendo racista.

Em seguida, ele apagou o tuíte e tentou se explicar: “Hoje fiz um tweet sobre o Mbappé e a piada se referia a velocidade dele devido a um lance do jogo, nada além disso. O tweet foi interpretado de mil formas diferentes e gerou uma grande discussão. Decidi deletar pois nunca fui de entrar em polêmicas, mas já era tarde demais, tinha tomado uma proporção enorme… De qualquer forma, não existe justificativa, isso fez eu me sentir muito mal, só de imaginar ter sido uma pessoa escrota. Arrependido e arrependido”.

Porém, já era tarde. Vários usuários do Twitter começaram a resgatar uma série de postagens antigas de Júlio Cocielo mostrando que ele já havia feito comentários até piores diversas vezes, deixando clara a atitude racista do youtuber.

Nem precisa dizer que a polêmica se instalou no Twitter. E sim, houve quem defendesse o Cocielo, dizendo que toda essa discussão era besteira:

O que vocês acham? A gente aqui do Pátio Hype apenas diz que racismo é crime e não tem como defender ninguém que ache que pode fazer piadas com cor de pele, religião, gênero, orientação sexual, formato do corpo, cor de cabelo e por aí vai…

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *