Contagem regressiva: eliminados estão confinados para final do BBB 21
3 de maio de 2021
mobilidade reduzida
Empresa cria carro elétrico para pessoas com mobilidade reduzida
3 de maio de 2021
telefone

Para muitos, o smartphone virou praticamente uma extensão da mão, ou parte do próprio corpo. Se houvesse um jeito de acoplá-lo ao membro para não precisar deixar o aparelho em algum canto, seria algo perfeito. Ou mesmo transformar o aparelho em alguma tatuagem ou coisa do tipo, tudo para não precisar se separar do gadget. Então, vai dizer que você não conhece alguém que seja assim? Pois bem, esse amor extremo ao smartphone acabou sendo fatal para algumas pessoas… É que elas se distraíram tanto ao utilizar o aparelho que acabaram sofrendo algum tipo de acidente e bem… falecendo… Não acredita? Olha só essas histórias terríveis de pessoas que morreram por causa do telefone:

Em busca da própria morte

telefone

Um jovem de 23 anos, na cidade de Birmingham, teve seu iPhone roubado. Acontece, não é mesmo? Mas ele utilizou o rastreador do aparelho para descobrir onde o seu telefone estava. O localizados o levou a uma zona perigosa da cidade, no estacionamento de uma igreja. Chegando lá, ele ligou para o próprio número e ouviu o aparelho tocar em um dos carros. Ele foi andando até lá e quando chegou ao veículo, acabou sendo morto a tiros.

Choque da maçã

telefone

Uma chinesa chamada Ma Ailun, de 23 anos, foi sumariamente eletrocutada ao atender o seu iPhone enquanto este carregava na tomada. O acidente aconteceu em 2013 e a irmã da vítima afirmou que tanto o aparelho quanto a bateria e o carregador eram originais. A Apple até enviou condolências e prometeu investigar o caso, mas… Nada aconteceu. Aliás, quando falamos em pessoas que morreram por causa do telefone, exceto em casos de assalto, o choque elétrico é uma das situações mais comuns.

Pressionado

via GIPHY

Quando nosso querido smartphone cai no chão é uma dor, não é mesmo? E quando cai em algum canto – lata de lixo, da janela, no sanitário e afins – a dor é maior ainda, concordam? Pois para o norte-americano Roger Mirro, a queda de seu telefone no coletor de lixo foi muito mais que uma dor. Foi a morte: ele acabou sendo esmagado pelo compactador de resíduos.

A última selfie

via GIPHY

Turista tem cada ideia… Na cidade de Bucareste, na Romênia, a jovem  Anna Ursu estava no pátio ferroviário tirando fotos quando teve a brilhante ideia de subir em um vagão para tirar uma selfie. Entretanto, ela se desequilibrou. Para não cair, acabou se apoiando em um fio de alta tensão. O resto, vocês já deduzem, não é mesmo? Aliás sabiam que, antes da pandemia, cerca de 500 pessoas morriam por ano, no mundo, tentando tirar selfies em locais perigosos?

Mensagem das alturas

via GIPHY

Joshua Burwell resolveu dar um passeio em 2015 no penhasco Sunset, em San Diego (EUA). Nada de mais, esse é um passeio bem comum e o pôr do sol lá é lindo. Entretanto, Joshua se distraiu enquanto caminhava e mandava mensagens de texto em seu telefone. Resultado: ele acabou caindo de uma altura de 18 metros…

Mas gente… Os alertas para ficar atento enquanto usa o smartphone são muitos, mas… Nunca é demais ficar de olho!!! Então, a gente repete a pergunta: conhece alguém que seja vidrado no smartphone a este ponto? Pois cuidado que se você não conhece alguém viciado em celular é porque geralmente essa pessoa é você.

Fotos e vídeos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *