UFC oferta vagas de professor substituto em Sobral e Fortaleza
8 de agosto de 2016
Instagram de Thyane Dantas é hackeado
8 de agosto de 2016

Cearense ganha medalha em Nova York com produto que combate a gripe

Como todo mundo sabe, a gripe é uma doença viral altamente contagiosa que infecta o trato respiratório (nariz, garganta, pulmões e ouvidos). Apesar de ser uma enfermidade comum em todo o mundo, o vírus da gripe é extremamente mutante e, justamente, por isso, ainda não há cura definitiva para a doença.

Entretanto, a boa notícia é que é possível combater os sintomas da gripe. E o cearense Helyson Lucas Bezerra Braz, de 19 anos, entende muito bem desse assunto. Aliando o conhecimento científico com a sabedoria popular, Helyson criou uma mistura que o ajudou a conquistar a medalha de ouro em uma competição de ciências realizada em Nova York, nos Estados Unidos. 

A curiosidade levou o jovem a pesquisar, em 2013, os hábitos populares das pessoas de onde mora utilizados para amenizar os sintomas da gripe. Após a pesquisa, o estudante concluiu que havia três métodos usados pela população: frutas ricas em vitamina C, semente de romã e os medicamentos antivirais convencionais. O objetivo era descobrir em quantos dias cada método demorava para combater os sintomas dessa doença viral.

Os testes comprovaram que a descoberta do estudante foi dez vezes mais eficiente que o remédio fabricado em indústria. Além das simulações, Helyson continuou testando suas misturas para combater os sintomas da gripe em seus colegas do IFCE.

gripe 2

A pesquisa de Helyson teve orientação da professora de bioquímica Renata Chastinet Braga. Juntos eles descobriram também que, bastam dois copos de 250 ml por dia da mistura para sentir os efeitos.

De acordo com o estudante e a professora de bioquímica, o objetivo agora é patentear a descoberta para colocá-la no mercado, fazendo com que o produto seja reconhecido como um fitoterápico.

Assim como Helyson Lucas, outros cearenses têm se destacado em feiras internacionais e nacionais com os seus projetos científicos. Veja um outro exemplo Aqui!

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *