Leitura do fim de semana: Mude seus horários, mude sua vida
5 de março de 2021
Vamos de Bolinho? 10 receitas práticas e deliciosas para atualizar os petiscos!
5 de março de 2021

Na próxima segunda-feira, 08 de março, celebramos o Dia Internacional da Mulher. Mas ainda não há muito o que se comemorar. Isso porque ainda que muitos avanços possam ser reconhecidos ao longo dos últimos anos, um ideal inatingível de beleza para elas ainda é pauta de muito debate. O Brasil hoje se tornou o campeão entre os países que mais realizam procedimentos estéticos no mundo, e isso reflete uma cultura machista que incute na cabeça do público feminino, a busca pelo “corpo perfeito”, como sinônimo de sucesso e felicidade. Celulite, estrias, rugas, obesidade, tudo é criticado e até os pelos femininos são motivos para ataques. Mas a cantora cearense Paula Aragão resolveu engrossar o coro dos que criticam esses padrões estéticos.

padrões estéticos

Todos os ataques que as mulheres sofrem constantemente serviram de inspiração para a composição de Ela, novo trabalho de Paula Aragão, que será lançada hoje em todas as plataformas digitais. A música nasceu da vontade de externar suas reflexões sobre as questões de padrões de beleza, de vivências e reflexões pessoais da cantora. Afinal, pelo simples fato de não ter todo o estereótipo padrão de beleza imposto, já vivenciou diversas situações de sofrimento psicológico por conta desses preconceitos. Além das provocações, a canção traz um discurso forte de empoderamento feminino, trazendo uma sensação de liberdade.

Mas antes mesmo do lançamento oficial da canção, a cantora se reuniu com outras mulheres em uma live. Então juntas, elas discutiram a importância de se lutar contra os padrões estéticos e sobre a liberdade feminina de simplesmente ser.

Uma parceria familiar contra os padrões estéticos

A música veio em parceria com Gabriel Aragão, da banda Selvagens à Procura de Lei e irmão de Paula. A faixa conta, ainda, com a produção de Yury Kalil (Cidadão Instigado). Ela tem um ritmo envolvente e dançante, com batidas eletrônicas e efeitos sonoros que lhe dão uma roupagem bem contemporânea. Tudo isso carregada de provocações trazendo uma forte reflexão sobre padrões estéticos de beleza femininos impostos pela sociedade através do apelo publicitário midiático. 

Além da canção, um clipe também será lançado no canal da cantora no Youtube no próximo domingo (07). O roteiro foi pensado por Paula e elaborado em parceria com o ator cearense André Ximenes. As cenas foram inspiradas nas próprias vivências da cantora e também das atrizes participantes do clipe. Por meio de um compilado de conversas, chegou-se a uma narrativa pop e criativa, que inicia no desprezo do corpo alheio, o querer mudar a própria imagem para se enquadrar na sociedade, o questionar do preconceito. Então, a narrativa é finalizada com o despertar e a reconciliação consigo mesma. Como toda artista, a cantora espera logo em breve, após a pandemia, realizar shows e apresentações com suas composições autorais.

Fotos: Reprodução/Luiz Mendes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *