Curtinhas do Twitter
21 de dezembro de 2011
Kate Middleton homenageia Lady Di
21 de dezembro de 2011

O simples gesto de comer menos quantidade de alimentos, pode manter a mente mais jovem! De acordo com cientistas italianos que relataram, nesta segunda-feira (19), a descoberta de um processo molecular pelo qual uma dieta rígida pode salvar o cérebro dos estragos da idade. A pesquisa, publicada no jornal americano Proceedings of National Academy of Sciences, é baseada em um estudo feito com ratos que foram alimentados com uma dieta de cerca de 70% da comida que eles consumiam normalmente.

Cientistas descobriram que a dieta com restrição de calorias estimulou uma molécula de proteína, CREB1, que ativa uma série de genes ligados à longevidade e ao bom funcionamento do cérebro. “Nossa esperança é encontrar uma forma de ativar a CREB1, por exemplo, através de novas drogas, para manter o cérebro jovem sem a necessidade de uma dieta rigorosa”, disse o principal autor Giovambattista Pani, pesquisador do Instituto Geral de Patologia, da Faculdade de Medicina da Universidade Católica do Sagrado Coração em Roma.

Segundo o cientista, a descoberta “tem importantes implicações para o desenvolvimento de futuros tratamentos para manter o cérebro jovem e prevenir a sua degeneração e o processo de envelhecimento”. Diversos modelos experimentais já demonstraram que uma dieta baixa em calorias, na qual os animais ingerem até 70% dos alimentos que consomem normalmente, melhora a capacidade cognitiva e aumenta a expectativa de vida. Porém, até agora desconhecia-se o mecanismo molecular concreto responsável por este efeito positivo, segundo o estudo.

 

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *