Musicomania: Morre David Bowie aos 69 anos
11 de janeiro de 2016
Semana de Combate à Violência Contra a Mulher em escolas é proposta na Câmara
12 de janeiro de 2016


Apesar de especialistas climáticos afirmarem que as chuvas previstas para atingir o Ceará nos próximos meses não serão suficientes para aliviar preocupações em relação ao nível das represas do estado, a Defesa Civil de Fortaleza está preocupada com a falta de infraestrutura em vários bairros da capital cearense.

Isso porque somente no último final de semana foram registradas 47 ocorrências, sendo 44 no sábado (09/01) e três no domingo (10/01). Riscos de desabamentos, alagamentos e inundações foram as tipologias identificadas pelo órgão. As pessoas mais atingidas foram as residentes às margens de rios, canais e encostas de morros. O lixo lançado às margens dos mananciais foi o maior responsável pelos eventos.

De acordo com o coordenador Especial de Proteção e Defesa Civil, Cristiano Ferrer, as equipes do Núcleo de Ações Preventivas estão visitando vários endereços, notificados pelo surgimento de ocorrências, e todos os pontos de alagamento estão sendo avaliados a fim de se traçar um diagnóstico.

Defesa Civil 2

Para evitar transtornos durante o período de chuvas, o coordenador recomenda e pede o apoio da população, evitando jogar lixo e dejetos nos recursos hídricos, canais e lagoas e acompanhando o dia e a hora da passagem do caminhão de coleta.

As ações preventivas da Defesa Civil prosseguem em áreas das Secretarias Regionais para a redução dos riscos de desastres ou para evitar que eventos adversos possam surgir, causando transtornos maiores para a população. Durante toda esta semana serão realizados trabalhos de intervenções nos canais do Lagamar, Urucutuba (Bom Jardim), Rosinha (Aeroporto) e Jacarecanga (da Rua Júlio Pinto até à Rua Guilherme Rocha). Os serviços de limpeza do canal do North Shopping (da Lagoa do São Gerardo até a Humberto Monte) e Riacho Maceió foram encerrados na última sexta-feira (09/01).

Vale lembrar que a Defesa Civil trabalha 24 horas ininterruptas. Denúncias e solicitações devem ser feitas através do telefone 190 (Ciops).

Fotos: Reprodução. 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *