Dia dos namorados – Comece bem a noite!
8 de junho de 2011
Decoração – Como ampliar espaços pequenos!
8 de junho de 2011

Fashion branding – Deixe sua marca!

Por trás daquele modelito fashion existe uma série de estudos realizados antes da composição do look, e você, muitas vezes, nem sabe disso. No Pátio explica uma jogada de marketing importante. Fique ligado!

A estruturação de uma marca ocorre depois de pesquisas de mercado que envolvem cores, temas, design, qualidade, letras, embalagem e, claro, público alvo. E criar consumidores é um dos trabalhos mais árduos e importantes no mercado da moda.

O “Branding” faz a mediação da comunicação entre a marca e o cliente, deixando o nome da empresa cada vez mais consolidado, e estabelece percepções que o consumidor associa e relaciona com a marca. Essa preocupação em criar uma imagem positiva e marcante da empresa não é recente. Na década de 80 começou o fenômeno do capital de marca e a publicidade ganhou novos olhares.

As grifes mais controladas do planeta – isso mesmo, do planeta! – são Gucci e Saint Laurent e esse foco pode ser comprovado com o elevado número das vendas. O fashion branding evidencia a excelência do produto e a qualifcação dos profissionais envolvidos. E claro, o preço das peças e acessórios não são lá os mais baratos, mas a qualidade e o prazer de possuir os itens mais desejados por qualquer fashionista, para muitas pessoas, não tem valor, não é? Ralph Lauren, Louis Vuitton e Chanel também não ficam para trás quando o assunto é a comunicação da marca com os consumidores.

As etiquetas são trunfos usados no branding. Aquele detalhe, as vezes não tão pequeno da roupa, faz toda a diferença na hora da escolha da marca. As grifes mais famosas do mundo têm suas etiquetas reconhecidas de longe e, vamos admitir, muita gente já comprou uma roupa só pela etiqueta poderosa, não é? Essa jogada do branding faz com que a compra seja efetiva pelos valores agregados as peças e nem sempre apenas por gostar do look.

Bom, mas há quem veja a necessidade de colocar o pé no freio do desejo de consumo. A escritora Naomi Klein e uma delas. Por se considerar anticapitalista, escreveu o best-seller “Sem Logo”, traduzido em 15 línguas, que denuncia abusos de empresas multinacionais que ocorreram logo após os protestos contra a Organização Mundial do Comércio. Desde então, o conceito da criação da marca é uma preocupação mais presente na vida dos pessoas.

Não há dúvidas que a publicidade é importante e que o consumo sem necessidade é inevitável – ainda mais quando as peças em questão são de grifes consagradas como Gucci, Saint Laurent, Ralph Lauren ou Louis Vuitton. Mas é importante lembrar que além de bom gosto na hora de compor os looks, é preciso ter também a sensibilidade e consciência para não ser “engolido” pelo capitalismo. Saiba resistir as tentações! (sabemos que não é nada fácil!)

Onde encontrar:

Sem Logo (Naomi Klein)

Livraria Saraiva – Shopping Iguatemi 3241-3632

valor: 72,90

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *