Fertilidade – 5 dicas para engravidar mais rápido!
24 de janeiro de 2022
As ilustrações vibrantes de Boneface
24 de janeiro de 2022

Linn da Quebrada: tudo sobre a travesti que tem causado no BBB

Linn da Quebrada

Hoje faz uma semana que o jogo começou na casa mais vigiada do Brasil. Sim, claro que estamos falando do Big Brother Brasil, que já está com tudo. Mas para alguns participantes, o jogo começou na última quinta-feira (20) em dentre eles, está Linn da Quebrava, cantora, atriz e travesti que já se tornou um dos assuntos mais comentados das redes sociais após sua chegada. Vem conhecer ela com a gente!

Assim como Arthur Aguiar e Jade Picon, Linn da Quebrada entrou no jogo depois. Isso porque eles testaram positivo para Covid durante o confinamento e só puderam entrar na casa após os resultados serem negativos. Pois bem, como falamos, Linn da Quebrada se reconhece como travesti e é militante ferrenha das causas LGBTQIA+. Antes do BBB, ela começou a carreira como cantora e a música Enviadescer, de 2016, foi um de seus primeiros projetos de sucesso.

Linn da Quebrada

Mas seu sucesso começou a crescer mesmo após ela lançar o documentário Bixa Travesty. Na obra, ela descosntrói noções de gênero e questiona o patriarcalismo em que vivemos. O filme foi aclamado em festivais e mostras na Europa, e foi exibido no Brasil em 2019. E no mesmo ano, Linn participou da primeira temporada da série Segunda Chamada. Na telinha, ela viveu a travesti Natasha, que também frequentava as aulas de educação para jovens e adultos.

Linn da Quebrada merece respeito

No último final de semana, o nome de Linn se tornou oficialmente o assunto mais comentado do Twitter no Brasil. Isso porque a travesti tem sido alvo constante de ataques transfóbicos dentro da casa. Brothers como Eslovênia insistem em chamar a travesti no masculino, mesmo ela já tendo explicado várias vezes como prefere ser chamada – e ter isso, literalmente, tatuado em sua testa.

Mas foi no último sábado que o nome dela ganhou mais força nas redes sociais. Isso porque ela recebei um torpedo anônimo – novidade da casa este ano – em que alguém perguntava se ela estava “solteiro”. O caso repercutiu fora da casa, com os participantes sendo chamados de transfóbicos e o pedido de expulsão por agressão psicológica de quem havia enviado a mensagem.

A expressão “LINN MERECE RESPEITO” ficou no topo dos assuntos mais comentados. Famosos como Ludmilla, Tia Má, Urias, Lia Clarck e várias outras demonstraram apoio à multiartista.

Fotos e vídeos: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *