Conquiste uma vida sexual saudável em 2018
19 de dezembro de 2017
Últimos dias de inscrições do XIV Edital Ceará da Paixão 2018
19 de dezembro de 2017

Movimento promove Natal de consumo consciente

E, se este ano, você resolvesse fazer diferente no quesito presentes de fim de ano? E se o Natal fosse menos consumo e mais troca e compartilhamento? E se, ao invés de comprar, você trocasse o que tem? E se essa troca pudesse ser feita inclusive por presentes de Natal?

Pois é exatamente essa a ideia que o Trocaí sugere. O movimento há dois anos promove feiras de troca na cidade de São Paulo, agora possui um grupo online de trocas no Facebook. E ele quer levar o consumo consciente e a economia compartilhada para a vida de cada vez mais pessoas.

A ideia principal do Trocaí é ampliar o consumo consciente. Para isso, ele começa com a pergunta: por que não fazer um Natal de trocas? “Nós lançamos o grupo no Facebook exatamente para ampliar o movimento e a prática de trocar ao invés de comprar”, explica Damaris Adamucci, uma das fundadoras do projeto. Ao contrário das feiras de trocas, em que geralmente há um número exato de itens – até sete – para troca por pessoa, no Facebook não há quantidade. E também há mais liberdade de oferecer objetos, equipamentos, além de roupas, sapatos e livros, que já são mais tradicionais no escambo.

“Claro que é feita uma triagem, pois a ideia é que a troca seja feita com itens em perfeito estado, que não estejam sendo usados”, lembra Giovana Cuginotti, também fundadora do Trocaí. Nas feiras, as duas fazem uma triagem para que as peças expostas estejam dentro de um padrão de qualidade. “No Facebook, indicamos que as fotos sejam feitas com boa luz, que haja bastante transparência na negociação e já temos vários cases de sucesso”, revela Damaris.

Em uma das feiras de 2016, as meninas também sugeriram um amigo secreto de trocas que teve ótima aceitação: “a ideia é oferecer um presente surpresa, ou seja, a troca é feita, mas a pessoa só sabe o que ganha na hora de abrir o pacote”, explica Giovana. Tanto o grupo no Facebook quanto a ideia de um amigo secreto de trocas podem ser muito bem aproveitados nessa época do Natal: “muita gente tem mania de acumular e tem muita coisa boa guardada. Ao trocar, movimentamos energia, fazemos amigos e ainda por cima divulgamos uma forma mais consciente de consumir”, finaliza Damaris.

Bem que a ideia do consumo consciente poderia se espalhar mais rapidamente pelo Brasil todo, não acham? Ficou interessada em conhecer mais? Basta acessar o grupo Trocaí Comigo! no Facebook!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *