Claudia Raia loira de novo!
1 de julho de 2014
Atores do espetáculo “A Falecida” plantam mudas no Parque do Cocó
1 de julho de 2014

Se mover com um par ao som de uma batida musical pode tornar as pessoas muito mais cooperativas e aptas para trabalhar em equipe, até mesmo bebês de pouco mais de um ano. Ficou curiosa? A gente explica! Pesquisadores canadenses trabalharam com 48 crianças de 1 a 2 anos em um experimento onde cada bebê foi segurado por um assistente e gentilmente embalado por cerca de dois minutos ao ritmo de uma versão de “Twist and Shout” dos icônicos Betales. Tudo isso enquanto estavam a frente de outro participante, que balançava ao mesmo ritmo ou fora da batida.

Depois os cientistas testaram se os bebês se ofereceriam para ajudar, quando os pesquisadores derrubavam objetos “acidentalmente” ou tentavam pegar um objeto fora do alcance. Após cuidadosa análise, os cientistas constataram que os bebês que haviam sido embalados em um ritmo sincronizado foram significantemente mais propensos a oferecer ajuda do que os que foram embalados fora do ritmo. Embora o efeito do experimento tenha sido considerado moderado, os autores da pesquisa afirmam que os resultados impresionaram bastante, devido a pequena duração da intereção “musical”.

KIstock21

O idealizador do estudo, Laurel J. Trainor, professor de psicologia da Universidade McMaster em Hamilton (Canadá), declarou: “Nós tendemos a pensar que a música é uma futilidade e que não importa para muita coisa, mas o fato é que estes laços sociais que formamos nos primeiros estágios de nosso desenvolvimento afetam tudo o que acontece mais tarde, incluindo nossa habilidade de aprender e a forma como vemos aos outros e a nós mesmos”.

Depois dessa, vale aumentar a música e dançar muito com os pequenos!

Fotos: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *