Estoril é reinaugurado com novidades
16 de Maio de 2017
8 sinais de que você não está bebendo água na quantidade certa
17 de Maio de 2017

Quando ouvimos falar em crimes cibernéticos ou crimes virtuais, logo pensamos naqueles programas que se instalam nos nossos computadores e roubam nossos dados bancários. Mas o nível dos crimes online está mudando e hoje em dia, é cada coisa que acontece que a gente fica até sem saber como se proteger.

Vejamos o caso da Disney: recentemente, o chefe-executivo do estúdio Bob Iger anunciou que um dos filmes inéditos da empresa havia sido roubado através de uma ação de hackers. E pelo o que o site Deadline apurou, o filme em questão foi o novo Piratas do Caribe, que deve estrear apenas na semana que vem.

De acordo com eles haviam invadido os sistemas do estúdio e roubado uma cópia do longa. E o mais crítico: os piratas pediram uma quantia bem alta paga em bitcoins – uma espécie de moeda digital que não pode ser rastreada –  para que o Piratas do Caribe não fosse vazado na internet antes de seu lançamento. Inicialmente, a ameaça consistia em liberar cinco minutos do longa e depois, ir liberando de 20 em 20 minutos até o longa inteiro estar na internet.

Segundo o portal Deadline ainda, os estúdios Disney informaram que não vão atender aos pedidos dos piratas sequestradores, por assim dizer, e que não vão pagar nada em troca do filme. Até agora, nada ainda foi vazado do novo Piratas do Caribe. Entretanto, essa não é a primeira vez que isso acontece.

Recentemente, a Netflix sofreu ataque parecido. Ao se recusar a quantia solicitada aos hackers, eles vazaram 10 episódios da nova temporada de Orange is The New Black, que está prevista para estrear somente em junho. Todos os dez episódios vazados estão disponíveis para download no The Pirate Bay.

Será esse o futuro dos crimes cibernéticos? Que horrível!

Fotos: Reprodução

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *