Seu cachorrinho bem na foto!
9 de setembro de 2014
Offf Festival será em Fortaleza
9 de setembro de 2014

O que o desenho do seu filho pode dizer sobre sua inteligência futura

Você costuma reparar bem nos desenhos do seu filho? Pois um estudo feito pela universidade britânica King’s College, concluiu que os desenhos infantis feitos na idade de quatro anos podem ser um indicador de como será a sua inteligência no futuro.

Esse teste, conhecido como teste do desenho da figura humana, foi criado em 1920 para avaliar a inteligência das crianças. Cada desenho pode pontuar entre zero e 12, dependendo da quantidade e presença correta de características como cabeça, olhos, nariz, boca, orelhas, cabelo, corpo, braços.

E foi exatamente isso que os pesquisadores fizeram neste estudo que começou há dez anos. Eles pediram para que 7.752 pares de gêmeos desenhassem uma criança e depois eles classificaram estes desenhos segundo o número de características presentes, como as comentadas acima.

Essas mesmas crianças também passaram por testes de inteligência verbal e não verbal ainda na idade de quatro anos. Dez anos depois, quando elas já estavam com 14 anos, os mesmos testes foram repetidos para que fossem feitos comparativos.

desenhointeligencia_nopatio2

Quando esses comparativos foram feitos, os especialistas realmente encontraram uma ligação moderada entre os desenhos e os resultados obtidos uma década depois. Eles descobriram que as pontuações mais altas no teste do desenho foram moderadamente associadas com maior pontuação nos testes de inteligência, tanto aos quatro quanto aos 14 anos. Essa correlação foi de 33% com a inteligência aos quatro e de 20% aos 14 anos.

“Essa capacidade de reproduzir figuras é exclusiva dos humanos e um sinal de habilidade cognitiva. Algo similar à escrita, que transformou a capacidade da espécie humana de armazenar informação e construir uma civilização”, disse Rosalind Arden, coordenadora da pesquisa.

Sobre o teste, especificamente, Rosalind comentou que “O que nos surpreendeu foi a correlação com a inteligência uma década depois”. Para os pais que ficaram preocupados com os filhos que não desenham tão bem, ela frisou que “essa ligação é moderada, os pais não precisam se preocupar se seus filhos desenham mal”, e completou “A habilidade para desenhar não determina a inteligência – há inúmeros outros fatores, tanto genéticos como ambientais, que determinam a inteligência futura”.

Desenhar pode ser muito mais do que uma brincadeira. Incentive os seus filhos a desenhar e pintar, independente de estudos, isso vai ajuda-lo a ter uma coordenação motora melhor e pode fazer com que ele se interesse mais por artes.

 

Fotos: College London/Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *