Reino Unido oferece bolsas de estudo de mais de 13 mil libras
17 de agosto de 2016
5 lições de vida que aprendi com “Stranger Things”
17 de agosto de 2016

Política na Mão: Novo aplicativo aproxima eleitor e candidato

A propaganda eleitoral nas ruas e na Internet está autorizada em todo o País desde a terça-feira (16), de acordo com as regras estabelecidas pela Justiça Eleitoral. Mas, fora a TV e a web, já pensou em ter na palma da sua mão a lista de candidatos que disputam as eleições deste ano e poder seguir os passos dos principais políticos que podem ganhar seu voto? Com o novo aplicativo Política na Mão isso é possível!

O app, que estará disponível para download gratuito a partir de amanhã, 18 de agosto, seguindo o calendário do TSE, pretende conectar eleitores e candidatos que lutam por interesses comuns. 

Apartidário, o Política na Mão trará a lista de todos os candidatos do País para as próximas eleições, com foto, breve currículo e programa de governo. Antes de poder usá-lo o eleitor será convidado a responder algumas questões formuladas pelo aplicativo, que então fará uma triagem entre todos os candidatos, de sua cidade, para chegar aos nomes mais alinhados com seus principais anseios sociais.

Com a lista de candidatos reduzida em mãos, o eleitor poderá seguir os passos dos principais candidatos ao seu voto, através dos diferentes meios de comunicação, incluindo ai o Política na Mão.

Engana-se quem pensa que a novidade será boa somente para os eleitores. Para os candidatos, o aplicativo também se torna uma boa ferramenta. A partir de uma taxa de adesão, eles podem divulgar sua agenda de compromissos, todo o seu projeto de campanha, divulgar suas redes sociais ou vídeos, além de conhecer melhor o perfil de seu eleitorado e suas principais questões sociais.

Política na Mão 2

Pós Eleição

Fechada as urnas, o eleitor vai poder continuar acompanhando pelo aplicativo a agenda e projetos apresentados e defendidos pelos políticos vencedores em toda a sua gestão. “A cobrança feita aos candidatos por uma agenda compatível à proposta de campanha também vai ficar mais fácil”, conclui Giovanni D’Assumpção, que já começa a ter sua ideia comparada ao mais famoso aplicativo de encontros do mundo: o Tinder.

Fotos: Reprodução. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *