igreja assustadora
Esta igreja assustadora é uma atração turística somente para corajosos!
7 de janeiro de 2020
BBB 20
BBB 20: as especulações continuam e a ansiedade é grande
7 de janeiro de 2020

Programa de Férias da Escola Pública de Audiovisual: Inscrições abertas

Dois novos cursos do Programa de Férias da Escola Pública de Audiovisual na Vila das Artes! As oficinas “Ler e criar a luz – Do sol ao estúdio, princípios e técnicas de iluminação no cinema”, com Flora Dias, e “Cinema de Invenção”, com Juliana Antunes, ocorrerão durante a semana de 13 a 17 de janeiro, das 9 às 13h e das 14h às 18h, respectivamente. Inscrições online devem ser realizadas até o 09/01. Cada atividade oferta 25 vagas e é destinada a maiores de 18 anos.

A oficina “Ler e criar a luz” tem por objetivo trabalhar conceitos básicos da linguagem técnica para a análise de sistemas de iluminação, tendo por referência situações reais, e desenvolver ferramentas para a concepção e de novos sistemas a partir do conhecimento de equipamentos e práticas. “Após uma completa introdução teórica, com referências audiovisuais e pictóricas, os estudantes serão orientados em uma oficina prática de iluminação de uma cena. Da luz do sol à artificialidade radical da luz, o curso visa autonomia criativa pelo domínio e também pela subversão da técnica”, explica a ministrante da oficina, Flora Dias.

Em “Cinema de Invenção”, Juliana Antunes proporciona aos alunos e alunas ferramentas para a direção de ficção, documentário e filmes híbridos para o cinema. “Os participantes poderão tanto desenvolver uma nova ideia quanto trabalhar com algum projeto que já tenham de antemão. Não é necessário ter dirigido filmes anteriormente, mas é recomendável ter cinefilia”, explica ela.

A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema.


Sobre as ministrantes

Flora Dias é diretora e diretora de fotografia, de São Paulo. Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense (2010) com especialização em Imagem na École Nationale Louis Lumière (França). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema, imagem, fotografia, feminismo e território. Como fotógrafa, vem desenvolvendo seu trabalho em curtas e longas-metragens desde 2009. Como diretora, é responsável pelo longa-metragem “O Sol contra os Meus Olhos”. Seu segundo projeto de longa de ficção, “O Estranho”, participou do 2º Encontro Internacional de Co-Produção LoboLab durante o 31º Festival de Mar del Plata e do 8º Laboratório de Desenvolvimento de Novas Histórias em São Paulo.

Juliana Antunes dirigiu, produziu e roteirizou o longa-metragem “Baronesa”, exibido em mais de 100 festivais pelo mundo. O filme conquistou 20 prêmios nacionais e internacionais. Entre os anos de 2017 e 2018, venceu os festivais de Havana, FIC Valdívia, Indie Lisboa, FIDMarseille, Tiradentes, DOC Montevideo e Ourense. O longa também foi eleito melhor Opera Prima pela revista La Internacional Cinefilia, de Roger Koza.



Serviço:

Clique e se inscreva na oficina “Ler e criar a luz – Do sol ao estúdio, princípios e técnicas de iluminação no cinema”

Clique e se inscreva na oficina “Cinema de Invenção”


Fonte: Prefeitura de Fortaleza / Fotos: Reprodução



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *