Os destaques da programação cultural
18 de dezembro de 2018
6 livros sobre Gastronomia para dar de presente no Natal
18 de dezembro de 2018

Quatro dicas de especialistas para trabalhar menos sem afetar a carreira

Pode até aparecer mais desvantagens do que vantagens quando o assunto for trabalhar menos sem afetar a carreira ou até mesmo parecer algo impossível. Entretanto, segundo diversos estudos existe uma correlação entre trabalho em excesso e doenças como depressão, ansiedade, diabetes tipo 2 e patologias cardíacas. Além disso, uma das maiores preocupações é a diminuição de renda, crescimento limitado na carreira e prejuízo na produção. Porém, é possível diminuir as horas de trabalho sem lidar com essas questões.

Confere as dicas da Belma McCaffrey, fundadora da WorkBigger, uma organização que oferece às mulheres apoio para alcançar seus objetivos profissionais, é só deslizar.

1.Esqueça o tempo e mantenha o foco na energia gasta

Atualmente, o modelo de trabalho é de 9h às 17h de carga horária, porém, preocupe-se em manter seu foco na sua energia e não apenas nas horas trabalhadas. Por exemplo, se for preciso, dedique-se a um trabalho importante e assim o progresso está garantido. Pois, muitas vezes, é possível trabalhar o dia todo, sem produzir nada relevante.

A dica é concentrar-se em ser mais produtivo em menos tempo, dessa forma, você exclui fatores que podem afetar a sua velocidade, como o barulho e a falta de ar fresco. Ao optar por projetos que movam suas metas para frente, quer dizer que você precisa dizer “não” para outras atividades.

2.Reconheça seu valor e solicite melhorias em seu trabalho

Ao confiar no seu valor e cobrar por isso, as preocupações de crescimento logo serão deixadas de lado. O primeiro passo é saber quanto vale o seu desempenho, compreender o por que você não é igual aos outros. Dessa forma, a negociação por uma nova remuneração ou condições de trabalho poderá se tornar possível.

Após o passo anterior, de descobrir o que deseja, é necessário defender o seus pontos. Portanto, comece agradecendo e demonstrando gratidão, em seguida, solicite o que quer e seja específico. Cite um ou dois fortes motivos pelos quais os seus pedidos devem ser atendidos, pois os outros devem ser guardados para mais tarde. Tenha em mente argumentos para o caso de o seu empregador se manter firme em relação a sua solicitação e, por fim, se o acordo não tiver um final satisfatório, peça mais tempo para considerar as opções.

Ao observar que o seu empregador irá recusar a proposta, pense em personalizar as alternativas de modo que seja algo bom para empresa e para você. Por exemplo, você pode sugerir trabalhar 24 horas no escritório e 16 em casa ou 32 horas no escritório e 8 em casa.

3.Explore outras opções

Caso o seu empregador não valorize o seu trabalho, talvez seja a oportunidade para dar uma chance para outras oportunidades. Procure por empresas que reconheçam o trabalho dos funcionários, assim como a qualidade de ser altamente produtivo e esteja disposta a negociações sobre carga horária e salários.

Essas novas oportunidades já existem, por causa da crescente tendência do trabalho remoto. De acordo com a Global Workplane Analytics, 4,3 milhões de norte-americanos trabalham em casa metade do tempo. Dentre os benefícios do trabalho remoto é a flexibilidade, economia de tempo, levando em consideração à falta de deslocamento, mais produtividade e menos interrupções. Além da redução de horas de trabalho.

4.Supere suas barreiras mentais

A introversão e o medo de rejeição impedem o sucesso de muitas pessoas. Ao enxergar a possibilidade de negociação, uma colaboração e oportunidade, enfrente-a. Não pense no julgamento ou preconceito das pessoas do escritório quando se trata da busca pelo estilo de vida do trabalho que você deseja. Mantenha o pensamento de que é importante ter coragem para buscar fazer o que é melhor para você, independente das desaprovações.

E para as mulheres, a dica é de que quanto mais fizer escolhas individuais e fundamentais para elas, a mensagem chegará as empresas como igualdade de gênero e diversidade garantida, para que assim a companhia pague pelo seu lucro e crescimento.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *