Vida e obra de Pixinguinha são tema de musical
29 de fevereiro de 2016
Gorduras saturada, insaturada e trans: Quais as diferenças e riscos?
29 de fevereiro de 2016

Que tal aproveitar uma oportunidade única para se engajar e conhecer mais sobre a cultura e os movimentos saídos das favelas cearenses para o mundo? Acontece no próximo dia 5 de março, sábado, no CUCA Jangurussu, em Fortaleza, Ceará, o Seminário “Juntos Somos Um”, promovido pela Rede Fala Favela e pela Fundação CEPEMA*. A programação começa às 9h da manhã com palestra e performance de jovens artistas e lideranças da periferia fortalezense. Na lista de convidados, DJ Doido e Fuzzy, dois dos idealizadores do Fala Favela, e a nova geração de artistas do rap e do break.

O Seminário dá início às atividades ampliadas da rede em 2016. Com a proposta de discutir e promover a Cultura de Paz e Tolerância na periferia de Fortaleza e promover o empoderamento feminino, o evento possibilitará, através de especialistas na realidade da favela, apontar formas inovadoras de lidar com a violência na capital.

A rede de jovens está produzindo um livro e um documentário sobre as experiências de vida da juventude e que tipo de cidade ela quer. As escritoras, poetisas, rappers, terão destaque. O grupo vai falar de ecologia, arte, cultura e comunicação. O Hip Hop (expressão do grafite, raps e dj), a poesia, a música, o cinema e vídeo, as novas mídias são instrumentos utilizados por eles para impactar a juventude e aprofundar a reflexão sobre o que esses jovens podem oferecer para sua própria comunidade, em um exercício explícito de cidadania.

juntos somos um nopatio1

O Fala Favela é uma iniciativa genuína e criativa. Esse movimento diverso, de jovem para jovem, quer que a juventude tome a palavra e passe a ter vez e voz produzindo cultura, arte e consciência ecológica através de atividades nas ruas, primordialmente, e também nos espaços institucionais.

A orientação para o desenvolvimento das conexões socais e culturais são a ecologia social e a cultura de tolerância, referências para a construção de novos conceitos de estética, onde o povo e a juventude da periferia tenham a imagem e a história respeitadas.

As inscrições para o Seminário podem ser feitas online através do endereço: https://docs.google. com/forms/d/ 125dDT8bZktI9F8dSssmpAayeZdwry u_3zjhBIT5XM00/viewform?c=0&w= 1.

As vagas são limitadas e prioritárias para jovens na faixa etária entre 12 e 29 anos.

Se você se interessou e quer participar do evento, aproveite para conferir abaixo a programação completa do Seminário!

  • 8h-9h -Café da manhã | Credenciamento | Música (DJ)
  • 9h-9h30min- Abertura
  • 9:30h-11:30h – Apresentações Juventude  (15 min por palestrantes)
  • 11h30min-12h30min- Debate | Participação do Público
  • 12h30min- 13h30min – Almoço | música (DJ)
  • 13h30min -14h30min – Trabalhos de grupo/Apresentação/Abordagem – Salas Multiuso 1 e 2
  • 14h30min -15h30min – Conclusão/Avaliação – Salas Multiuso 1 e 2
  • 15h30min -18h – Apresentações musicais (DJ Doido, Rappers, MCs)
    Grafite Fala Favela, Coletivo Socioambiental do Jangurussu e Projeto Mais Cor Mais Amor.

Histórico

Fala Favela (Fase I)**
O projeto “Fala Favela” em sua primeira etapa (1998-2006), apoiado pelo Ministério da Cultura, buscou contribuir para a democratização e o acesso aos meios de comunicação, produção e difusão cultural na comunidade da Favela das Quadras, no seu entorno e em outros bairros da periferia de Fortaleza.

O projeto teve como ponto focal a Casa de Cultura Popular “Fala Favela” que era espaço de difusão e promoção da cultura local, regional e universal. A idéia da Casa era incentivar os jovens a tomarem a palavra, produzindo cultura e arte através do hip hop (expressão da grafite, rappers e DJs), do teatro, do cinema, do vídeo, da música, da fotografia e de uma televisão participativa.

Atividades desenvolvidas durante a Fase I:

Casa de Cultura Popular “Fala Favela”; TV Local; Estúdio de gravação;
Formação; Produção de roupas; Rodas de conversas.

O Fala Favela trabalhou ainda na prevenção de DSTs e AIDS e em suas atividades distribuía preservativos com prévia orientação. Nas atividades do projeto, as mulheres se destacaram. Foi significativo o número de meninas que se integraram ao projeto.

 

 

Serviço:

Seminário Juntos Somos Um
Data: 5 de março de 2016.

Horário: Das 8h às 18h.

Local: CUCA Jangurussu

Fan Page: https://www.facebook. com/falafavelace/

Email: redefalafavela@gmail. com
Promoção: Fundação Cepema e Rede Fala Favela
Apoio: Rede Cuca – Cuca Jangurussu, Prefeitura de Fortaleza, Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares de Autogestão Do Ceará – Universidade Federal do Ceará (UFC).

Mais informações: Fundação Cepema 3223.8005 (Regina) e Janice Monteiro 9 9820.1313. Fan Page: https://www.facebook. com/falafavelace/ | Email: red efalafavela@gmail.com

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *