projeto social de Beyoncé
É ela: projeto social de Beyoncé faz campanha para diminuir a fome no Brasil
15 de junho de 2021
ALCE – Projeto capacitação para mulheres vítimas de violência no Ceará
15 de junho de 2021

Saúde – HPV um guia completo sobre a doença

Você sabe oque é HPV? Essa doença tira o sono de muita gente e pode trazer sérios riscos! Pensando nisso, o Pátio Hype preparou um guia completo para tirar todas as suas dúvidas. Confere aí!

Antes de mais nada, você sabia que o HPV é a doença sexualmente transmissível mais comum? Pesquisas apontam que cerca de 75% da população vai ter contato com alguma das variantes do vírus em algum momento da vida.

Por isso, é tão importante saber sobre essa doença e se cuidar! Veja abaixo as principais informações que o Pátio Hype preparou para você.

1 – O que é o HPV ?

Em primeiro lugar, o HPV é um vírus sexualmente transmissível que acomete homens e mulheres. Esses pequenos microorganismos utilizam homens, mulheres e animais para se reproduzirem.

O vírus se instala na pele e nas mucosas. Além disso, por ser vastamente transmitido, a doença já possui mais de 120 variantes classificadas de acordo com o seu potencial de evoluir para um câncer no tecido afetado.

2 – Quais os sintomas da doença?

O HPV é uma doença que pode ser assintomática. Por isso, anos podem se passar até que algo relacionado ao vírus possa ser notado.

No entanto, seus sintomas característicos são

  • aparição de verrugas nos órgãos genitais
  • Alterações de papanicolau

Normalmente, os sintomas costumam aparecer de 8 a 32 semanas após o contágio inicial com o Vírus.

3 – Como acontece o contágio?

Por ser uma doença sexualmente transmissível, o HPV pode ser transmitido através da relação sexual vaginal, anal e até por beijo!

Mesmo sendo mais comum em pessoas com vida sexual ativa, o HPV pode ser transmitido da mãe para o filho na passagem do recém-nascido pelo canal de parto.

Atenção! A transmissão do vírus ocorre independentemente da presença de sintomas ou não.

O vírus se instala através do contato com a área genital de uma pessoa infectada e em alguns casos (mais incomuns), ele pode se propagar também através do contato com a pele, objetos, mãos, toalhas, roupas íntimas e até pelo vaso sanitário.

4 – O vírus ataca somente as mulheres?

Não! Mesmo que seja mais comum no sexo feminino, a doença também afeta os homens. Inclusive, o sexo masculino é o principal vetor de transmissão do vírus. Nesse sentido, a vacinação preventiva é importantíssima tanto para meninos quanto para meninas.

5 – A doença afeta todas as idades?

Sim! Nas mulheres, o pico de infecção normalmente acontece aos 25 anos, com estabilização e declínio por volta dos 35 anos. Após os 50 anos o vírus também se faz presente.

6 – O que o HPV causa

A maior complicação acusada pelo HPV é o câncer, principalmente o de colo uterino. No entanto, por se tratar de uma doença sexualmente transmissível a doença pode contaminar a garganta (câncer de orofaringe) através do sexo oral e o reto (câncer no reto) através do sexo anal.

7 – Como é feito o diagnóstico?

Ainda no sentido de ser uma doença assintomática, a principal forma de diagnóstico é através de exames de rotina como o papanicolau e o exame ginecológico.

Dessa forma, boa parte das infecções causadas pelo vírus são detectadas e o tratamento pode ser iniciado. Além disso, realizar o PCR na secreção vaginal permite identificar quem porta o HPV.

Por fim, o diagnóstico absoluto é realizado através de biópsia e o tratamento adequado é indicado. São eles:

  • Acompanhamento
  • Cauterização
  • Resseção cirúrgica
  • Remoção do colo do útero
  • Remoção do Útero

8 – Como se previnir?

O uso de preservativos durante a prática sexual é essencial para previnir o contágio de qualquer doença sexualmente transmissível. Por outro lado, ter um número menor de parceiros sexuais também ajuda a reduzir os riscos.

A vacina preventiva tem eficácia contra as variantes mais comuns do vírus e aumenta a imunidade do corpo contra a doença. Assim, ele não consegue se proliferar no corpo humano

E aí, curtiu? Conta para a gente o que achou e comenta aqui embaixo nos comentários quais suas dúvidas acerca da doença. Lembre-se de visitar o Pátio Hype regularmente para ler mais matérias como essa. Até a próxima!

Fotos: Reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *