Não perca a XI Bienal Internacional do Livro do Ceará
4 de dezembro de 2014
Apoio à bovinocultura de leite em Sobral beneficia produtores
4 de dezembro de 2014

A famosa dor de cabeça é a desculpa mais usada, tanto por mulheres quanto por homens, quando não se está no clima e se quer evitar o sexo. Porém, algumas dores e incômodos podem realmente ser causados pelo ato, principalmente as dores nas costas.

A notícia boa é que, transando nas posições certas, essas dores podem sim ser evitadas. Cientistas da Universidade de Waterloo, no Canadá, alegam ter descoberto que movimentos são indicados para cada tipo de dor e publicaram um estudo que recomenda posições na cama para minimizar o risco de dores na coluna.

Muitos casais, para evitar essas dores que podem ser muito fortes, chegam a evitar também o próprio sexo, para que não venham a sofrer com as costas depois.

“Qualquer médico de família poderá dizer que é muito comum casais perguntarem como lidar com a dor nas costas durante e depois do sexo. Alguns, inclusive, deixam de fazer sexo porque uma noite que se passe fazendo amor pode causar meses de dor e incômodo nas costas”, disse Stuart McGill, professor da Faculdade de Ciências Aplicadas à Saúde, de Waterloo.

sexoedornascostas_nopatio10

Cientistas conseguiram pela primeira vez documentar com sucesso como a coluna se move durante o sexo e, assim, descobrir exatamente por que algumas posições são melhores do que outras quando se trata de evitar as temidas dores nas costas.

Os estudos se concentraram em dois tipos de dor nas costas tanto masculinas quanto femininas. Para os homens que são intolerantes à flexão, ou seja, aqueles que sentem dor na coluna quando aproximam as mãos dos pés ou ficam sentados por muito tempo, a “conchinha” é a pior posição. Aqui a ideia é que eles usem o movimento do quadril, e não empurrem o corpo com a espinha. Assim, a posição “cachorrinho” é a mais recomendada.

Já para os homens que sentem dor arqueando as costas para trás, ou seja, aqueles que são intolerantes ao movimento de alongamento que fazemos ao nos espreguiçar, as posições mais indicadas e confortáveis são a de “conchinha” ou a “papai e mamãe”. Para esses, a “cachorrinho” é a posição que deve ser evitada.

sexoedornascostas_nopatio9

Para as mulheres, segue-se a mesma linha, tudo também vai depender do tipo de dor nas costas que aflige a paciente. As mulheres que têm dor ao se alongar para tocar os dedos dos pés ou depois de permanecerem sentadas por longos períodos são consideradas intolerantes à flexão, e os pesquisadores recomendam que experimentem o sexo de lado ou de quatro, posição em que a mulher deve se apoiar nas mãos, em vez de usar os cotovelos.

Já as mulheres intolerantes à extensão, o que significa que sentem dor ao arquear as costas ou deitar de barriga para baixo, devem adotar a simples “papai e mamãe” e colocar um travesseiro sob a coluna para apoio.

“Tradicionalmente, a posição de lado era recomendada pelos médicos para todos os indivíduos com dor nas costas, porque se pensava que reduzia a tensão nervosa e a carga sobre os tecidos”, explica Natalie Sidorkewicz, doutoranda na Waterloo que liderou o estudo. “Mas, quando analisamos o movimento da coluna e da atividade muscular, descobrimos que a posição de lado pode realmente ser uma das piores para determinados tipos de dores nas costas.”

sexoedornascostas_nopatio1

 

Para a pesquisa, 10 homens e mulheres saudáveis transaram em cinco posições diferentes pré-estabelecidas, entre elas a posição de quatro, ou “cachorrinho”, apoiando o corpo sobre os cotovelos e, novamente, sustentando-o com as mãos. Eles também fizeram duas variações da posição “papai e mamãe”, uma das quais exigiu maior flexão no quadril e nos joelhos. A posição final analisada foi a de lado.

“Temos, agora, uma ciência muito sólida para orientar os médicos em suas recomendações para os pacientes”, afirmou a pesquisadora. “As conclusões têm o potencial de melhorar a qualidade de vida dos casais”.

Foram utilizados sistemas de captura de movimento infravermelhos e eletromagnéticos, como aqueles usados na criação de videogames, para avaliar como os pesquisados movimentavam a coluna vertebral durante a relação sexual nas posições já citadas aqui. As descobertas foram usadas para determinar as diretrizes apresentadas.

sexoedornascostas_nopatio2

Porém, os pesquisadores não levaram em conta fatores como o uso de preservativos ou os métodos contraceptivos à base de hormônios que possam ter afetado a sensibilidade genital e, portanto, o movimento durante o sexo.

Segundo a Agência Nacional de Estatísticas do Canadá, quatro em cada cinco pessoas experimentarão pelo menos um episódio de dor lombar incapacitante em sua vida. Até 84% dos homens com dor lombar e 73% das mulheres afirmam ter uma diminuição significativa na frequência das relações sexuais quando sofrem dor nas costas.

Cuide bem das suas costas e tenha muito cuidado ao tentar posições mais acrobáticas. Na hora pode até ser interessante, mas depois pode complicar para que você consiga praticar até as posições mais simples.

E não se esqueça, use sempre camisinha!

 

Fotos: Reprodução

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *