Residência Multiprofissional oferece 327 vagas para 13 profissões da saúde
29 de novembro de 2016
10 músicas que fazem 10 anos em 2016
29 de novembro de 2016

Sobral prepara campanha em alusão ao Dia Internacional da Luta Contra a AIDS

Em alusão ao Dia Internacional da Luta Contra a AIDS, lembrado na próxima quinta-feira (1º), durante todo o mês de dezembro Sobral receberá diversas atividades com o objetivo de prevenir e acelerar o diagnóstico da doença. Evocando as ações de luta já em curso e encorajando novas iniciativas, a Prefeitura do município, em parceria com a Secretaria da Saúde, irá realizar testes rápidos nos Centros de Saúde da Família – onde serão distribuídos materiais educativos e preservativos.

De acordo com a Prefeitura de Sobral, a mobilização, que acontecerá na Boulevard do Arco de Nossa Senhora da Fátima, dá início à campanha “Quem vive com AIDS só não pode conviver com o preconceito”.

sobral-2

A partir das 18 horas do mesmo dia, o Sebrae irá disponibilizar salas onde serão realizados testes rápidos para HIV, Hepatite e Sífilis, além de verificação de pressão e glicemia capilar. Os exames podem ser realizados ainda no Centro de Orientação e Atendimento Sorológico (COAS) do município, o resultado é entregue em apenas 30 minutos.

Ainda dentro da programação da abertura da campanha, os sobralenses poderão contar com a presença da Banda Heredtarius, que fará um show de tributo a Cazuza. Haverá também distribuição de preservativos e atividades físicas para todas as idades.

→ Meta brasileira

A meta assumida pelo Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU) no combate à epidemia de AIDS é, até 2030, diagnosticar 90% das pessoas com a doença, encaminhar 90% delas para tratamento e tornar a carga viral insignificante em 90% dos pacientes tratados.

Apesar de a grande maioria da população conhecer as formas de transmissão e entender que não existem grupos de risco, muito preconceito envolve os portadores do vírus de HIV. Sendo assim, a data, e a campanha realizada pela Prefeitura de Sobral, representa uma forma de diminuir a discriminação e quebrar muitas concepções equivocadas sobre a AIDS.

Fotos: Reprodução. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *