Já pensou em tomar um vinho de maconha?
19 de fevereiro de 2018
Christopher Bailey – A despedida do CEO da Burberry na LFW
19 de fevereiro de 2018

Dependência do Celular – 8 incentivos para diminuir o consumo!

De acordo com estudiosos, em média, os brasileiros tendem a usar o celular três horas por dia. No mundo, são mais de 7 bilhões de aparelhos eletrônicos funcionando, para ficar ainda mais claro, cada pessoa consulta o celular, mais ou menos, 150 vezes ao dia.

Os males da dependência causada pelo smartphone está sendo debatido há muito tempo, porém, os índices de consequências prejudiciais tem aumentado cada vez mais, principalmente entre os jovens.

Pesquisadores do King’s College, em Londres, avaliaram crianças entre 6 e 19 anos que usam o celular, especialmente antes de dormir. O resultado? Bom, além de afetar o sono, os riscos de doenças como obesidade e depressão infantil aumentam. Logo, o Pátio Hype separou oito dicas para te ajudar no controle do uso do celular.

1.Mantenha-se presente

Segundo o estudo da Pew Reserarch Center, 89% dos americanos afirmaram usar o celular durante os encontros com a família e com os amigos. Esse hábito aumenta o tempo em que você se mantém conectado, portanto, tenha como meta: guarde o celular, enquanto estiver junto das pessoas que você ama.

2.Estabeleça limites

Você conhece a sigla FOMO? Se não, ela significa fear of missing out, traduzindo, quer dizer medo de ficar por fora. Ou seja, por essa razão que você passa cada vez mais tempo conectado. E com as diversas redes sociais a tendência é que esse tempo só aumente. Você checa o Instagram, depois está dando uma olhadinha no Facebook, em seguida, está no WhatsApp e assim, as horas vão passando. Ao invés de só deslizar o dedo pelo feed do Facebook, tente abrir as notícias e se aprofundar do assunto e em relação aos seus amigos, fale diretamente com eles e assim você não precisará ficar aguardando uma atualização no Instagram ou no Snapchat. Então, a partir de hoje, está lançado o desafio: comece passando 30 minutos sem mexer no celular, em seguida, aumente o tempo para uma hora. E assim, você estará fazendo uma curadoria digital, combinado?

3.Desligue o seu celular ou coloque em modo avião

Ao estar se preparando para dormir e um pouco depois de acordar é o tempo exato para deixar o seu celular desligado ou em modo avião. De acordo com pesquisadores, a produção de melatonina e outros hormônios estão sofrem alterações, por causa da exposição à luz, o que pode dificultar o seu sono. Por isso, aproveite para ler um livro antes de dormir, praticar exercícios de meditação ao acordar ou planejar a sua rotina e produtividade para o seu dia.

4.Volte a usar agendas

Que tal esquecer os aplicativos e investir em agendas, cadernos ou cadernetas? Assim você abandonará a dependência dos aplicativos para fazer suas anotações cotidianas. Faça listas de supermercado, compromissos ou informações no seu caderno. Ahhh! Vale lembrar que existem os bullets journal.

5.Seja o exemplo

Se o seu objetivo é incentivar os seus filhos a diminuírem o consumo dos aparelhos eletrônicos, o exemplo tem que surgir de você. Tente ler histórias em livros físicos, se informar pelo rádio, pelo jornal impresso ou até mesmo pela TV. Além de mostrar outras opções de diversão para os pequenos, como desenho, quebra-cabeças, brincadeiras com os amigos, entre outros. E não esqueça das demonstrações de carinho e afeto ao estarem longe do celular.

6.Tela cinza ou preta

De acordo com o ex-engenheiro do Google e pesquisador de consumo a tecnologia de forma mais ética, Tristan Harris, a tela colorida oferece uma sensação positiva ao seu cérebro. Por isso, estrategicamente, deixe a tela inicial do seu dispositivo em tons da escala de cinza, basta ir nas configurações.

7.Desative as notificações

Normalmente, as notificações que aparecem no seu celular são dos aplicativos, você pode desativá-las e praticar a ideia de que, “você não necessita estar sempre disponível.” Escolha somente as notificações pessoais para permanecerem ativadas.

8.Limpe a sua tela inicial

Ao estar entediado, a primeira solução que você procura, atualmente, é mexer no seu celular, assim clicando nos aplicativos que estão disponíveis na sua tela inicial. Para evitar que esse costume continue, deixe apenas os aplicativos fundamentais. Assim como você pode utilizar a ferramenta de “busca” do aparelho. Dessa forma, utilizando-os apenas quando for necessário.

Nomofobia, é a abreviação de um termo inglês, que significa no-mobile-phone phobia, em que se refere ao sentimento de uma parcela da população que morre de medo de ficar sem o smartphone. Portanto, é bom ficar atento a quantidade de tempo que você passa conectado, certo?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *