Abertas inscrições para laboratório de audiovisual na Vila das Artes
4 de outubro de 2021
professor gay
Professor gay se emociona com reação dos alunos ao descobrir sobre seu relacionamento
4 de outubro de 2021

5 filmes perturbadores que fizeram as pessoas abandonarem os cinemas #MêsdoTerror

perturbadores

É muito difícil se imaginar pagando uma entrada para o cinema e acabar saindo na metade da sessão, não é mesmo? Geralmente, por mais ruim e chato que o filme seja, a gente acaba esperando para ver se vai melhorar no final, se vai ter alguma reviravolta ou mesmo, fica só para acabar. Afinal, ingressos para cinema são caros e ninguém vai desperdiçar assim, certo? Mas tem algumas sessões que acabaram com muitas pessoas simplesmente abandonando as salas. O motivo? Eram filmes perturbadores que, de tão chocantes, teve até gente passando mal. Acha que é exagero nosso? Pois confira a lista abaixo e veja se você tem estômago o suficiente para encarar essa:

Pink Flamingos

O longa traz a história de uma drag queen obesa e grotesca, considerada a pessoa mais imunda da face da Terra, disposta a qualquer coisa para manter seu vício em heroína, em plena década de 70. Hoje em dia, com vários filmes e séries sobre drag queen na moda, esse enredo pode parecer fichinha (e vai pela gente, não, não é). Mas na época de seu lançamento, em 1972, o filme foi considerado extremamente repulsivo e nojento, o que deixou muita gente indignada, levando-os a abandonar as sessões durante a exibição. Hoje em dia, é considerado um clássico do cinema cult de horror…

Baskin

Sangue, sangue e mais sangue… O filme é turco e, para quem gosta do gênero horror gore com bastante… adivinhem? … sangue, é uma verdadeira obra de arte. Mas para o público em geral, é um dos filmes perturbadores mais nojentos de 2015. Trata-se da história de um grupo de policiais que, ao atender um chamado, se vê em meio a um ritual sádico que faz da vida deles uma verdadeira viagem ao inferno. Pessoas torturadas, sangue coagulado para todos os lados e muitos, mas muitos gritos de dor encheram tanto os ouvidos das pessoas pelo mundo que o filme deixou de ser exibido em vários locais. Curiosamente, ele está disponível por completo no Youtube – e legendado!

A Bruxa de Blair

Hoje em dia é até difícil de assustar com esse filme, mas acreditem ou não, este foi considerado um filme chocante lá em 1999. Isso porque não bastassem os sustos em si, esse filme deixou muitos espectadores enjoados. Vários deixaram as salas de cinema mais cedo por um motivo simples: o formato de “câmera na mão”. Como somos acostumados à câmera em terceira pessoa, muita gente estranhou demais o formato de filmagem em primeira pessoa, com o próprio personagem gravando o que acontecia, sem foco ou estabilidade de imagem. Para os jovens que querem conhecer – ou os mais velhos que querem relembrar, esse filme está disponível em streaming no Amazon Prime Video.

Raw

Lançado em 2018 no Festival de Cinema de Toronto, Raw (também conhecido como Grave) é extremamente sangrento e muito, muito violento, mas uma violência psicológica. Em resumo, ele fala sobre uma garota vegetariana que aos poucos vai se tornando canibal. Só que não podemos falar mais nada além disso para não dar spoilers. Durante sua exibição no Festival de Toronto, a equipe médica precisou ser chamada, pois várias pessoas passaram mal e desmaiaram ao ver as cenas. O filme chegou a passar um tempo disponível na Netflix.

Irreversível

Sem dúvida, não tem como falar de filmes perturbadores sem citar este longa. E sim, ele foi responsável pelos maiores números de espectadores saindo das sessões de cinema durante a exibição do filme. Isso porque ele traz cenas extremamente violentas feitas com um realismo ímpar. Não é legal ver a cabeça de um homem esmagada por um extintor de incêndio e pedaços de seu cérebro por todos os lados. Isso sem falar na polêmica cena de estupro, que parece interminável… Não há o que falar, na verdade…

E então, o que você faria? Lembre-se que ver filmes perturbadores assim em casa é diferente… Então imagina ver tanto sangue e violência em uma tela gigante com áudio estéreo? Ou em 3D? Dá arrepios só de pensar…

Fotos e vídeos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *