Assembleia Legislativa realiza debate sobre limites em Sobral e São Benedito
7 de agosto de 2017
Modelo idêntica à Gigi Hadid faz sucesso na internet!
7 de agosto de 2017

Hoje é comemorado o Dia Nacional do Documentário Brasileiro, e pra entrar no clima nós preparamos uma listinha babadeira com dez documentários de moda pra você que é apaixonada pelo universo fashion. Afinal de contas a gente sempre quer saber tudo o que rola nos bastidores desse mundinho que tanto nos fascina e desperta o interesse de uma multidão de gente.

Tem Anna Wintour? Tem! Tem Kalr Lagerfeld? Tem sim! Tem Alexander McQueen? Tem também! E além desse trio de deuses da moda, a lista tem apenas os melhores documentários que você precisa assistir. Tem opção pra quem gosta de acompanhar os processos de produção por trás das grandes marcas, pra quem curte ver como funciona uma revista de moda, e até pra quem quer saber um pouquinho de história do mundo fashion. Está curiosa? Então prepara a pipoca e vem com a gente conferir quais são as sugestões que separamos para você!

1 – “The September Issue” (2009)

Você certamente já assistiu o icônico filme “O Diabo Veste Prada” de 2006 com a musa Meryl Streep no papel da durona Miranda Priestly. Mas sabia que existe um documentário real que mostra o cotidiano de como é ser a editora chefe da maior publicação de moda do mundo? Isso mesmo, a própria Anna Wintour, editora-chefe da edição norte-americana da revista Vogue, a mais conceituada e importante do mundo, mostra como funciona toda a produção dos editoriais mais babadeiros. Ela e sua companheira de trabalho, a ex-diretora criativa, Grace Coddington, protagonizam este que é um dos melhores documentários de moda. Ah, ele está disponível no catálogo da Netflix viu?! (Duração: 86 minutos).

2 – “Lagerfeld Confidential” (2007)

O documentário que levou três longos anos para ser gravado, revela o mundo enigmático do kaiser de uma das maiores grifes do mundo. Além de mostrar como Karl Lagerfeld trabalha para manter o legado deixado por mademoiselle Coco Chanel. “Eu tenho moldado tanto a percepção que as pessoas têm de mim, que eu acho que é praticamente impossível para elas conhecerem quem eu sou de verdade. Eu quero ser impossível, até para as pessoas que eu amo profundamente. Não quero ser real na vida dos outros. Quero ser uma aparição. Eu apareço, e então desapareço. Eu não quero ser a realidade na vida de ninguém, porque também não a quero na minha”, afirma Karl. Acho que não precisamos mais de nenhum motivo para assisti-lo já? (Duração: 85 minutos).

3 – “McQueen and I” (2011)

A diretora Louise Osmond explora sua ligação com a lendária Isabella Blow a partir de depoimentos, muitos deles inéditos e ainda celebra o brilhantismo do estilista Alexander McQueen, morto em 2010. Alexander foi um excêntrico estilista britânico, formado na faculdade Saint Martins, assim com Galliano e Stella McCartney. Em menos de 10 anos McQueen se tornou um dos estilistas mais respeitados do mundo. McQueen sofria de ansiedade e forte depressão, e se suicidou após a morte de sua mãe. (Duração: 70 minutos).

4 – “Bill Cunningham New York” (2010)

Bill Cunningham é o maior nome quando pensamos em blogs de street style. O fotógrafo, falecido em 25 de junho de 2016, foi o responsável por introduzir esse tipo de fotografia de moda nas páginas do jornal “The New York Times”. Como disse Anna Wintour, “Nós todos nos vestimos para Bill. É um clique, dois cliques, ou nenhum clique… o que significa a morte.”. (Duração: 84 minutos).

5 – “Iris” (2014)

Lembra dessa senhorinha simpática que já apareceu nessa nossa listinha aqui?! Iris Apfel, no alto de seus 95 anos, é um dos maiores ícones fashion do mundo, com um acervo de peças de moda imenso, e nesse documentário, além da vida da designer de interiores, você vai descobrir como que ela conseguiu compor toda essa riquíssima coleção de looks icônicos e ser um dos nomes mais respeitados quando se trata de estilo. Quem não queria ter uma vovó fashionista como essa hein?! Esse daqui você também encontra completinho na Netflix! (Duração: 79 minutos).

6 – “Diana Vreeland: The Eye Has to Travel” (2012)

Este documentário é um retrato sobre o trabalho de uma das editoras de revista mais importante do mundo. Conhecida por seu temperamento forte e talento ilimitado, o documentário mescla partes de sua carreira na Harper’s Bazaar e Vogue à pequenas cenas da vida pessoal de Diana, contando com depoimentos especialíssimos como dos estilistas Manolo Blahnik e Anna Sui. (Duração: 1 hora e 22 minutos).

7 – “Jeremy Scott: The Peoples’s Designer” (2015)

Reconhece o nome? Não?! Certamente você já viu algumas de suas obras mais populares pelo sites de moda. Este documentário traz um pouquinho da rotina do famoso designer da badalada grife Moschino (e já falamos de como ele fez muito bem pra marca bem aqui, lembra?!), além de mostrar toda a trajetória da infância humilde na zona rural dos EUA a diretor da grande marca. Você também encontra ele na Netflix. (Duração: 1 hora e 48 minutos).

8 – “Fresh Dressed” (2015)

Com a participação de grandes nomes como Pharrel Williams e Kanye West, este documentário de 2015 mostra a íntima relação da moda com o movimento hip-hop, desde sua origem, no Bronx dos anos 70, até os dias atuais, explorando a massificação do estilo pelo mundo. Pra quem é fã do street wear, esse é o documentário ideal, e ele tá todinho lá na Netflix te esperando. (Duração: 1 hora e 22 minutos).

9 – “Advanced Style” (2014)

Surgido á partir do blog homônimo comandado por Ari Seth Cohen, o documentário narra as histórias de sete mulheres, com idades entre 62 e 95 anos. Para os amantes da moda, um dos trechos mais promissores do documentário é quando duas das personagens centrais vão posar para a campanha Outono/Inverno 2012/13 da Lanvin. O site, assim como o documentário, abrem espaço para as fashionistas da terceira idade. (Duração: 1 hora e 12 minutos).

10 – “The True Cost” (2015)

O documentário nasce após a polêmica tragédia que matou mais de 1000 pessoas que trabalhavam na produção de roupas para gigantes do fast-fashion em Bangladesh. Seu foco é o debate sobre o impacto sócio-ambiental causado pelo consumo desenfreado no mundo da moda. A discussão vai dos vestidos caros, das tendências que têm o prazo validade de seis meses, dos grandes desfiles, até o glamour que anda lado a lado com o mundo fashionista. O documentário mostra o outro lado da indústria, das fábricas lotadas de trabalhadores em condições precárias e os baixos salários. Perfeito para quem quer repensar os modos de consumo atuais. Este aqui você também encontra na Netflix! (Duração: 1 hora e 32 minutos).

E aí, já escolheu qual dos documentários de moda que vai assistir agora? Aproveita o dia e se joga na frente da telinha!

 

Fotos: Reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *