Prefeitura de Fortaleza anuncia parceria com Fundação Bloomberg
18 de maio de 2017
Leilão de veículos oferece 1.283 lotes de moto, carro e sucata
18 de maio de 2017
O assunto da exploração sexual de crianças e adolescentes é bastante sério, e por isso precisa sim, ser muito discutido por toda a sociedade, afim de encontrar cada vez mais soluções que possam proteger e curar muitas das crianças que enfrentam ameaças no dia a dia. Com isto em mente, a Comissão de Infância e Adolescência realiza, nesta quinta-feira (18), a partir das 14h30, uma audiência pública sobre o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O requerimento atende a solicitação do deputado Renato Roseno (Psol).

“As organizações da sociedade civil têm procurado, ao longo dos anos, realizar ações de prevenção e controle social, mobilizando a sociedade e poder público com o objetivo de aperfeiçoar na temática da violência sexual contra crianças e adolescentes”, comenta o parlamentar.

Além disso, durante a manhã de quinta, a Comissão de Infância e Adolescência promoverá uma mobilização na Casa para informar os funcionários e visitantes da Assembleia Legislativa sobre violência, abuso e exploração sexual, além de ressaltar os sinais de alerta que as crianças e adolescentes manifestam depois de serem violentadas.

Renato Roseno informa que data foi estabelecida pela Lei Federal nº 9.970/200, em alusão à violência cometida contra a menina Araceli Cabrera Crespo, no ano de 1973, quando foi sequestrada, violentada e morta com apenas oito anos.

Entre os convidados para a audiência estão a presidente da Comissão de Infância e Adolescência, deputada Bethrose (PMB); a presidente do Conselho de Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), Nadja Bortolotti; e os secretários do Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome de Fortaleza, Elpídio Nogueira; do Trabalho e Desenvolvimento Social do Ceará, Josbertini Clementino; e da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa; entre outros.

É bom saber que as crianças e adolescentes têm voz e pessoas comprometidas lutando por seus direitos! E para quem quer fazer a sua parte nesta grande corrente, é bom lembrar que ao presenciar ou saber de qualquer ameaça ou irregularidade que aponte exploração sexual de menores, basta denunciar através de ligação gratuita para o Disque Denúnica/Disque 100.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *