Sea2See – Conheça a marca que transforma plástico dos oceanos em óculos estilosos
20 de novembro de 2017
Praia de Iracema receberá programação do Natal de Luz
20 de novembro de 2017

Quando pensamos em museu, logo nos vem à mente aquela ideia de um local grande,  cheio de obras de arte espalhados por todos os lados. Junto de cada peça, um pequeno texto explicativo. As visitas podem até ser guiadas por alguém que vai contando histórias sobre aquilo que está sendo exposto. Pois bem… Mas nem todo museu é assim, existem museus até na internet.

“E já que existem museus na internet, por que não criar um Museu de Memes?”. Pois é, alguém pensou isso e resolveu levar a ideia a cabo. Vem conhecer com a gente o primeiro museu de memes do Brasil, vem!

A ideia de criar o tal Museu de Memes é da  Universidade Federal Fluminense, e a coisa é bem mais séria do que você imagina: a ideia é catalogar – cientificamente falando – e, assim, eternizar o humor virtual. Para vocês terem noção de quão sério é isso, na página de cada um dos memes já catalogados, há uma série de informações sobre ele. Origem, ano, curva com a variação da popularidade do meme, curiosidades sobre os envolvidos e, claro, um artigo acadêmico explicando toda o contexto do surgimento daquele meme. E várias aplicações do meme, claro. Está tudo lá.

Mas mais do que simplesmente catalogar coisas engraçadas, há um espaço todo dedicado a discutir a importância da internet como movimento social, como espaço, inclusive, de manifestações políticas. Como esquecer dos “vomitaços” nas redes sociais do Governo? E antes que você pergunta, sim, há uma página dedicada a explicar a pergunta que acabou de vir à sua cabeça: e para que raios criar uma página desse tipo?

O mais bacana é que, além de interativo, o Museu de Memes ainda é colaborativo. Ou seja, no melhor estilo Wikipédia, qualquer usuário pode ir lá e cadastrar seu meme. Mas tem que caprichar nas habilidades de enciclopedista e acadêmico, hein?

Precisa nem dizer que para acessar o Museu de Memes, basta clicar AQUI.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *