Tem medo de aranhas? Esses gifs vão despertar sua aracnofobia
3 de setembro de 2018
Spotify lista as 5 músicas mais tristes da história…
3 de setembro de 2018
Uma atitude que envolve sustentabilidade e solidariedade com o próximo. Assim foi a ação feita pela Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P) da Assembleia Legislativa do Ceará, que promoveu a doação de 808,4 quilos de materiais recicláveis, entre papel (763,4 quilos), plástico (42,9 quilos) e metal (2,1 quilos), na manhã desta sexta feira (31). O material reciclável foi entregue a Associação de Recicladores Amigos da Natureza (Aran), uma das cinco entidades credenciadas que têm convênio com a AL para receber resíduos sólidos.

Conforme o responsável pela Sala de Gestão de Resíduos Sólidos da Assembleia Legislativa, Eugênio Paccelli, a Casa é geradora de material reciclável e faz as doações como forma de ajudar entidades que se utilizam desses utensílios. “A Assembleia faz o descarte ecologicamente adequado dos materiais, ajudando o meio ambiente e também pessoas que tiram proveito e trabalham com a reciclagem”, esclareceu.

A presidente da Aran, Maria Conceição da Silva Sousa, ressaltou que a doação vai ajudar na geração de trabalho e renda dos catadores de materiais recicláveis. “É uma iniciativa muito importante da Assembleia Legislativa. Toda a doação é rateada entre as 25 famílias de catadores da Aran. O material reciclável é a única renda deles e somos gratos pela ajuda”, enfatizou.            Assembleia Legislativa do Ceará foi o primeiro Parlamento estadual do País a aderir à Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), que visa estimular os gestores públicos a incorporar princípios e critérios de gestão socioambiental em suas atividades rotineiras. E é também o único parlamento do Brasil a ter o Selo Verde, atestado pelo Ministério do Meio Ambiente. A Casa aderiu à Agenda A3P, do Ministério do Meio Ambiente, em 2012 e renovou a adesão em 2017.

Além da Aran, localizada no bairro Bom Sucesso, em Fortaleza, já foram beneficiadas a Associação Ecológica dos Catadores de Materiais Recicláveis  da Serrinha (Acores), Associação dos Catadores do Jangurussu (Ascajan), Sociedade de Reciclagem de Lixo da Comunidade do Pirambu (Socrelp), em Fortaleza, e a Associação Reto à Esperança, de Aquiraz.

Um ótimo exemplo, que pode e deve ser seguido por cada vez mais instituições. Aproveitamos aqui para deixar a pergunta: E você? Que destino tem dado ao seu lixo?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *