60 anos de Cineteatro São Luiz com programação especial
27 de fevereiro de 2018
Bumbum perfeito – Kim Kardashian revela 7 segredos para conquistá-lo!
28 de fevereiro de 2018

XIV Patativa do Assaré em Arte e Cultura

Em 5 de março, Patativa do Assaré completaria 109 anos de vida. E para homenagear um maiores poetas populares do Brasil, vem aí  o XIV Patativa do Assaré em Arte e Cultura. Com início neste sábado (03), às 7h, na Serra de Santana, o evento busca a valorização da história de Patativa, bem como dar sustentabilidade ao memorial, aos espaços que detêm sua trajetória de vida dentro do município de Assaré além de destacar a literatura criada a partir de seus poemas, sua relação com o campo e as lutas de classe apresentadas.

Surgido em 2004, em Assaré, município do Crato, Ceará, o Patativa do Assaré em Arte e Cultura foi uma aspiração dos jovens daquela localidade, que acompanharam a trajetória do Poeta e criaram um Memorial em sua homenagem. Em 2018, o evento chega a sua 14ª Edição trazendo Contações de Histórias, Cortejo da Tradição, Abertura da Exposição “Casa de Gino”, Feira de Artesanato e Gastronomia, Exibição do Filme Patativa do Assaré, de Rosemberg Cariry, além do Encontro de Sanfoneiros de Assaré, do Seminário sobre Patrimônio e Memória, de Mesas Redondas sobre a Vida e Obra de Patativa do Assaré, Lançamento de Cordéis, Festival de Violas e Violeiros e muito mais.

O evento é realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), pelo Sistema Social do Comércio (Sesc), e pela Prefeitura de Assaré, através da Secretaria da Cultura, Turismo, Desporto e Lazer, e conta com o apoio da Fundação Memorial Patativa do Assaré e da Casa Grande Patrimônio da Chapada do Araripe.

tiva

Patativa do Assaré
Poeta, além de compositor, cantor e repentista, Patativa trouxe uma linguagem simples, porém poética, que retratava a vida sofrida e árida do povo do sertão. Destacou-se em nível nacional com a música “Triste Partida”, no ano de 1964, uma toada de retirantes, gravada por Luiz Gonzaga, o rei do baião. Patativa, ainda em vida, teve alguns de seus livros, traduzidos para vários idiomas, sendo tema de estudos na Sorbonne, na cadeira de Literatura Popular Universal.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *