Água: Situação cada vez pior em São Paulo
6 de novembro de 2014
Novidades Kinoplex UCI Iguatemi
6 de novembro de 2014

Ter fantasias sexuais é a coisa mais normal do mundo, muitas delas você acaba nem colocando em prática, mas fantasiar é muito gostoso e não faz mal a ninguém, não é verdade? Mais ou menos!

Para que realmente não façam mal a ninguém, algumas dessas fantasias devem ficar realmente só na imaginação, pois quando passam para a prática podem não ser tão simples assim, como as fantasias sexuais conhecidas como parafilias.

Parafilias podem ser conhecidos como fantasias atípicas ou fantasias sexuais desviantes. Já a quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) refere-se às parasilias como fantasias “anômalas” e a Organização Mundial de Saúde chama-as de “incomuns”.

Agora você deve estar se perguntando: “O que é exatamente uma fantasia incomum?”.

Para responder essa questão pesquisadores do Instituto Universitário de Saúde Mental de Montreal e do Instituto Philippe Pinel, ambos afiliados à Universidade de Montreal, fizeram uma pesquisa para definir cientificamente pela primeira vez o que é desvio sexual.

parafilias_nopatio1

“Clinicamente, sabemos bem o que é uma fantasia sexual patológica: envolve parceiros sem consentimento, induz dor ou é absolutamente necessária para obter satisfação. Mas, além disso, o que é exatamente uma fantasia anormal ou atípica? Para descobrir isso, perguntamos às pessoas na população em geral, simples assim”, disse o principal autor da pesquisa, Christian Joyal.

“Nosso principal objetivo foi o de especificar normas de fantasias sexuais, um passo essencial na definição de patologias”, explicou ele. “E como nós suspeitávamos, há um monte fantasias mais comuns do que as fantasias atípicas. Portanto, há uma certa parcela de julgamento de valor no DSM-5.”

Esta pesquisa, especificamente, procurou focar em pessoas adultas, já que a maioria dos estudos sobre fantasias sexuais é realizada com estudantes universitários. Aqui, os pesquisadores precisaram encontrar uma amostra de adultos dispostos a descrever suas fantasias sexuais. Ao final, 1.517 adultos do Quebec com idade média de 30 anos, sendo 799 deles homens e 718 mulheres, responderam a um questionário descrevendo suas fantasias sexuais, bem como sua fantasia favorita em detalhes (concepção quantitativa e qualitativa híbrida de pesquisa).

parafilias_nopatio4

Os resultados foram mais do que interessantes. A essência das fantasias sexuais é bem variada entre a população geral. Poucas delas podem ser consideradas estatisticamente incomuns, típicas ou raras.

Em tempo, exemplificando fantasias raras: sexo com animais. Já os exemplos de fantasias consideradas incomuns podem ser: ser urinado pela parceira, vestir-se como o sexo oposto, sexo com uma prostituta, abusar de pessoa intoxicada. E os exemplos de fantasias típicas são: fazer sexo em local romântico (feminina), recebendo sexo oral e sexo com duas mulheres (masculina).

Como já esperado, o estudo confirmou que os homens têm mais fantasias e as descrevem mais expressivamente do que as mulheres. E revelou também que uma parcela relevante de mulheres (30% a 60%) evoca temas associados com a apresentação como, por exemplo, ser amarrada.

parafilias_nopatio2

O estudo percebeu também que as mulheres em geral estabelecem uma clara distinção entre fantasia e desejo enquanto os homens não conseguem fazer essa diferenciação tão bem. Por esse motivo, muitas mulheres que expressam fantasias mais extremas de submissão, como a de dominação por um estranho, especificam que nunca desejam que elas se tornem realidade. Já a maioria dos homens adoraria que suas fantasias se tornassem realidade, como fazer sexo com duas mulheres ao mesmo tempo, por exemplo.

Como também já era esperado, a pesquisa mostrou que, em geral, os homens casados fantasiam muito mais sobre relacionamentos extraconjugais, em comparação com as mulheres.

“Uma das descobertas mais intrigantes tem a ver com o número significativo de fantasias exclusivamente masculinas, por exemplo, a respeito de travestis, sexo anal entre heterossexuais, e a ideia de ver sua parceira fazer sexo com outro homem. Teorias biológicas evolucionistas não podem explicar essas fantasias, que, entre os homens, normalmente são desejos”, disse o autor da pesquisa.

“No geral, estes resultados nos permitem lançar luz sobre certos fenômenos sociais como, por exemplo, a incrível popularidade do livro ‘50 Tons de Cinza’ entre as mulheres”, observou Joyal. “O assunto é fascinante. Atualmente, estamos conduzindo análises estatísticas com os mesmos dados para demonstrar a existência de subgrupos homogêneos de indivíduos com base em combinações de fantasias. Por exemplo, pessoas que têm fantasias de submissão também frequentemente relatam fantasias de dominação. Estes dois temas não são, portanto, mutuamente exclusivos, muito pelo contrário. Eles também parecem associados a um maior nível de satisfação”, completou Christian Joyal.

parafilias_nopatio5

Colocar em prática suas fantasias sexuais pode ser muito bom, mas tome muito cuidado e antes de tudo se certifique de que ambas as partes estão de acordo e cientes do que estão prestes a fazer. Cuidado com coisas muito absurdas. Não se force e nem se machuque, nem física e nem psicologicamente, para realizar fantasia de ninguém! E nunca se esqueça de usar camisinha!

 

Fotos: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *